sexta-feira, 22 de dezembro de 2017

Zurique, Suíça - vale a pena voltar!




Por: Adriana Aguiar Ribeiro

Retornar a Zurique após vinte e quatro anos permitiu duas constatações: a cidade se modernizou e a Suíça continua cara! A graça foi visitar a cidade no verão. Nossa última visita, que comento aqui, foi num rigoroso inverno, com neve. 

Desta vez, poder andar livremente pela cidade, no clima de um verão ameno, fez toda a diferença. Além disso, nós e mais um bando de turistas pudemos curtir a nova orla revitalizada da cidade histórica. Nada como uma tarde de sol para deixar a vida mais dourada. Aproveitamos para tomar um drinque a beira do lago e brindar a vida e as viagens! 


O lago de Zurique continua lindo, repleto de cisnes, como todos os lagos suíços. A orla revitalizada permite sentar a beira dos charmosos bares e bistrôs para drinques, lanches, cafés e refeições. Além disso, pode-se fazer um passeio de barco pelo lago, o que permite ter uma visão mais abrangente do entorno e dos prédios históricos. A linha de barco que possui algumas paradas e permite conhecer a parte histórica chama-se linha curta e custa aproximadamente 5 francos. 

Descobrimos nesta viagem a Manor, rede de lojas de departamentos suíça (conhecemos em Genebra). Tem artigos para todos os gostos: cosméticos e perfumaria, roupas masculinas, femininas e infantis. O setor de casa e decoração é um espetáculo. Tem ainda eletrônicos, eletrodomésticos, acessórios, etc, etc... Tudo refletindo Zurique, esta cidade linda, que transpira modernidade. 


Na Manor a melhor parte é o restaurante e cafeteria Manora, que fica localizado no último piso. A modalidade do restaurante é Buffet self-service, onde há todo tipo de comida: grelhados, saladas, pratos quentes, massas, pizzas, sopas, sanduíches, sobremesas e muito mais. As bebidas podem ser industrializadas ou as da casa, como os charmosos sucos diversos. O preço é variado. Pode ser cobrado por item ou pode depender do tamanho do seu prato. Por isso, é comum ver clientes com pratos lotados de comida. Rsrsrs... Considerando que a Suíça é um país onde tudo é caro, o Manora é uma oportunidade de comer bem por preços razoáveis. 


Além da boa comida, o Manora ocupa um piso muito charmoso, com decoração jovem e descontraída. Ao redor do restaurante há uma pequena varanda que permite uma vista muito bonita da cidade. Pois do alto, avista-se com detalhes muitas das lindas torres (sempre me encantam) e os telhados de Zurique. 

Dá para ir ao Manora para café da manhã, almoço, chá da tarde ou jantar. Em Zurich a Manor fica localizada na Bahnhofstrasse, bem perto da Estação de Trem Central (Hauptbahnhof). 

A Bahnhofstrasse é outra rua que merece destaque. Em nossa última visita, devido ao frio intenso, passamos mais tempo visitando a cidade histórica. Desta vez, perdemos mais tempo escaneando o comércio elegante desta rua. 

No mais, vale reforçar que o que mais impressionou em Zurique foi a modernidade intensa vivendo em harmonia com toda sua arquitetura histórica. O entorno da Hauptbahnhof estava com obras de revitalização e já deu para perceber como tudo está ficando bonito. Desde 1993 constatamos como o minúsculo centro histórico foi revitalizado com a construção de novos prédios, mantendo suas fachadas antigas e respeitando o conjunto arquitetônico local.

O meio de hospedagem escolhido nesta viagem foi o Hotel Continental Zurich Mc Gallery by Sofitel. Atualmente fazendo parte da rede Accorhotels, o Continental fica bem localizado, perto das principais atrações. Em outra matéria vamos falar sobre as delícias deste hotel.

Partimos já com vontade de voltar. Se você está pensando em visitar Zurique, não pense mais duas vezes. Arrume as malas e vá!

Chegando de trem: Hauptbahnhof é a estação Central de Zurique. Daqui você pode pegar metrô, ônibus ou tram para diversos pontos da cidade.  Além disso,  a estação fica no centro histórico,  que é um ótimo lugar para se hospedar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!