Roteiro em Porto Alegre: hop-on, hop-off

Parque Moinhos de Vento
Não dá para conhecer todos os lugares que gostaríamos e do modo que gostaríamos: detalhadamente, com tempo para absorver o local e sua cultura. Mas não devemos perder a oportunidade das visitas, por mais breve que sejam. Passamos um dia e uma noite em Porto Alegre, vindos da Serra Gaúcha, onde tínhamos passado as férias em outubro de 2013. Hospedamo-nos pelos arredores do Parque Moinhos de Vento. Um bairro residencial agradável, com muitos restaurantes, comércio e o Shopping Total, pequenino, aconchegante e com cinema.

Como não tínhamos muito tempo para vasculhar a cidade, optamos pela Linha de Turismo, estilo hop-on-hop-off. Trata-se de um ônibus de dois andares, com “terraço” para apreciar a cidade, que percorre a maioria dos pontos turísticos de Porto Alegre. Se paga um único ingresso com direito a entrar e sair do ônibus, em todas suas paradas, durante todo o percurso.
Arquitetura: riqueza de detalhes
Com horários de hora em hora, o ônibus começa a funcionar a partir das 9h. O preço do ingresso na época foi de R$18,00 por pessoa. O itinerário conta com cinco paradas passando por Parque Farroupilha (ponto desembarque), Parque Moinho de Ventos (Parcão – ponto de desembarque), Antiga Cervejaria Bopp (Brahma), Praça da Matriz, Mercado Público Central (ponto de desembarque), Cais do Porto, Praça da Alfândega, Usina do Gasômetro, Anfiteatro Pôr-do-Sol, Estádio Gigante da Beira-Rio, Fundação Iberê Camargo (ponto de desembarque) e Estádio Olímpico Monumental.
Mercado Público: produtos frescos
Pegamos o ônibus no Parque Moinhos de Vento e até nossa primeira parada no Mercado Público, que fica no centro da cidade, pudemos conhecer um pouco da história e arquitetura da cidade, através da explicação da guia, sobre cada ponto histórico. Porto Alegre é uma cidade organizada, bem arborizada, florida na primavera e conta com muitas ciclovias, um incentivo ao ciclismo. Os prédios têm uma arquitetura rica. Pena que não tivemos tempo para percorrer todos os caminhos a pé, quando poderíamos entrar em cada igreja e apreciar cada monumento.

Descemos em frente ao Mercado Público e pudemos bisbilhotar as lojinhas típicas com seus peixes, temperos, bebidas, doces e especiarias diversas. O mercado tem 140 anos e já sofreu inúmeros incêndios. Ao redor do mercado diversos prédios históricos também convidam à visita.
Centro da cidade
Tomamos novamente o ônibus e passamos pela Usina do Gasômetro e o famoso estádio Beira-Rio. Aproveitamos a proximidade de nossa próxima parada do ônibus, na Fundação Iberê Camargo, e fizemos uma caminhada até a famosa churrascaria Montana Grill. Porto Alegre é conhecida pelo bom churrasco. Por isso não é difícil encontrar boas churrascarias na cidade. A Montana Grill fica às margens do lago Guaíba e a poucos metros do estádio Beira Rio. Tem um variado buffet para todos os gostos e uma boa seleção de carnes deliciosas. Ouvimos falar que atualmente o restaurante se chama NB Steak e a qualidade, portanto, fica a desejar se comparada a antiga Montana. Só conferindo novamente para comprovar!

Depois de um excelente almoço, seguimos no próximo ônibus, desta vez passando pelo Estádio Olímpico Monumental. Descemos no Parque Farroupilha (Redenção) por onde decidimos prosseguir a pé de volta ao hotel. Choveu muito nesta tarde e não pudemos percorrer o parque como gostaríamos. Um bom motivo para voltar a Porto Alegre e esmiuçar as riquezas que a cidade tem a oferecer.

Comentários

  1. Oi Adriana! Tudo bom? O meu nome é Emille.
    Não sei se você vai lembrar de mim,mas fui ano passada na INB.
    Conversei com o Mário Moura,conheci você,a Victória que estava de saída da INB,adorei te conhecer! Na mesma época que você me deu o endereço do seu blog eu visitei,mas só agora tive tempo pra parar e olhar direitinho,com calma,quanta viagem maravilhosa! Estou apaixonada pelos destinos que você visitou. Beijoss,tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Emille! Lembro de você sim! Que bom que veio visitar o blog. Beijos e tudo de bom para você também! Adriana

      Excluir

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!

Postagens mais visitadas deste blog

Campos do Jordão, a cidade mais alta do Brasil

O que fazer em Mambucaba - passamos o Ano Novo por lá!

Visitando Quebec, Canadá