Sintra - bate e volta





Em algumas idas à Lisboa, sempre deixávamos para conhecer Sintra no final... E acabávamos não indo. Na primeira vez que fomos a Portugal, nem sabíamos da existência de Sintra. Nem existia internet. Depois, achávamos que seria difícil chegar lá... Depois, uma amiga que foi disse que não achou nada demais, nem vale a pena... Mas finalmente na última viagem, resolvemos encaixar Sintra de qualquer jeito. E conto aqui como foi este bate e volta, que valeu muito a pena:

O que fazer – como tínhamos apenas um dia, escolhemos:

  • Perambular pelo centro histórico. É colorido, alto astral e lindo de morrer. Cheio de lojinhas de souvenires e pontos de venda e degustação do delicioso licor de ginja. A cada curva revela uma surpresa;

  • Ir a Quinta da Regaleira, pois foi o que mais atraiu nas classificações do TripAdvisor.
A Quinta da Regaleira é composta pelo palácio (em estilos arquitetônicos diversos), jardins, grutas, fontes, cascatas, cisterna, poço e outras construções espalhadas pelos jardins, como uma simpática capela, uma torre mirante, etc. Gasta mais que meio dia para conhecer tudo.Do centro histórico até lá são dez minutos de caminhada.

Preço: pagamos para entrar 6 euros por adulto. Para ver todos os preços com detalhes, visite o site da Quinta clicando aqui .

O que comer:

Fomos a Sintra especificamente para comer uns Travesseiros de Sintra, na Piriquita. Tínhamos visto na televisão e deu água na boca. Passamos primeiro na Piriquita I e seguimos subindo até chegar na Piriquita II. Esta última é mais espaçosa, tem um simpático terraço e o atendimento é rápido, ao contrário do que tinha lido. Além disso, há outros doces, bolinho de bacalhau, outros salgados e até uma cervejinha. Ambas Piriquitas ficam no centro histórico.

O que usar:

Tênis ou outro calçado confortável – são muitas subidas e descidas em piso de pedra portuguesa.

Pode visitar também:

Palácio Nacional da Pena (este fica mais afastado, mas há pacotes que incluem entrada e transporte), Castelo dos Mouros, entre outros.


Como ir:

Desde Lisboa é muito fácil de chegar: ir à estação de Comboios do Rossio. Pegar o trem (comboio) para Sintra – Linha de Sintra. Chegando a estação, uma caminhada agradável – sim, pois o caminho é sombreado, com uma bonita vista da cidade - de uns 900 metros, leva ao centro histórico. Pelo caminho artesãos dispõem seus trabalhos.
Preço do comboio: bilhete ida e volta 5 euros. Pode comprar o bilhete na máquina ou no guichê. Bilhete integrado comboio + ônibus para o Castelo da Pena custa 15 euros.

Verificar sempre nas televisões da estação a hora que parte o seu trem e a plataforma de onde sairá. E uma boa viagem!

Depois compartilhe com a gente sua experiência... Ou dúvidas!

Comentários

  1. Muito esclarecedores os seus posts, parabéns pelo blog!
    Sou doida pra conhecer Portugal!! Não conheço uma única pessoa que tenha visitado que não voltou rasgando elogios... Mas sabe como é coração de viajante: A lista de destinos nunca diminui, só faz crescer!! hehehehe
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço sua visita no blog, Michelle!Sei bem como é a tal lista de destinos! Mas Portugal é bacaninha mesmo. Vale sempre a pena! Bjs 😘

      Excluir

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!

Postagens mais visitadas deste blog

Campos do Jordão, a cidade mais alta do Brasil

O que fazer em Mambucaba - passamos o Ano Novo por lá!

Visitando Quebec, Canadá