Postagens

Mostrando postagens de agosto, 2013

Roteiro para quatro dias em Londres, Reino Unido

Imagem
Por: Adriana Aguiar Ribeiro  Proximidade do Palácio de Buckingham Não importa quantos dias você dispõe para passar em Londres. Nunca será o suficiente! Isso é o que diz minha amiga Christine, ex-moradora da cidade. Atualmente ela vive em Stockton-on-Tees, bem ao norte da Inglaterra. Mas pelo menos uma vez por ano vai passar uma temporada na cidade natal. Pois tivemos quatro dias para gastar em Londres. Um pecado e uma benção! Pois gostaria de ter mais tempo, mas a gente não pode se dar ao luxo de passar quantos dias quer em cada lugar. Tinha estudado em Londres em 1997, por isso, achava que conhecia muito da cidade. Mas a gente nunca consegue conhecer Londres por inteira, pois ela se reinventa a cada dia. London Eye nem existia! A área as margens do Tâmisa foi completamente revitalizada nestes últimos anos. E faltava mais uma série de detalhes e lugares ainda por explorar. Enfim, esses quatro dias foram suficientes apenas para matar e aguçar a saudade e vontade de vo

Hospedagem em Earl's Court

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro Nos hospedamos em Earl's Court (Kensgington) e foi uma experiência muito agradável. Já tinha morado em Londres, como estudante, no subúrbio. E como turista já tinha me hospedado em Convent Garden. Mas a experiência em Earl's Court superou todas as outras. O bairro tem a estação de metrô de mesmo nome, que é estratégica para ir a vários lugares. Tem diversos pubs simpáticos e variados restaurantes de comida internacional. Ainda tem um mercado Marks and Spencer, uma farmácia Boots, além de alguns fast foods americanos, um Greg's (padaria com deliciosos sanduíches e lanches), correio, casa de câmbio, caixa eletrônico, barraca de frutas, banca de revistas, enfim, tudo que a gente precisa quando está passeando. É tranquilo e bem frequentado. Recomendo!

Um lugar chamado Notting Hill

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro Se você se apaixonou pelo filme Um lugar chamado Notting Hill, com o Hugh Grant e a Julia Roberts, com certeza ficará encantado ao visitar o bairro de Notting Hill, em Londres.  Notting Hill é charmoso como o filme. É como se você entrasse em cena, ao passar pelas casinhas de face de rua, algumas floridas, e o comércio colorido com o mercado da Rua Portobello. Ali é tudo glamour! Desde as lojas de antiguidades, de decoração, de livros até às lojas de modinha, repletas de roupas e acessórios super fashions. Notting Hill é assim: esbanja alegria, cores e descontração, pelas suas ruas repletas de turistas. Um programa imperdível se você for a Londres. Para chegar lá você pode pegar a linha District (verde), ou Central (vermelha), ou Circle (amarela) e descer na estação Notting Hill Gate. Dali são poucos passos até a Portobello Road.

Quinze dicas para Los Angeles, Califórnia

Imagem
Por: Adriana Aguiar Ribeiro Gostaria de fazer um post bem completo para Los Angeles, já que vivi na cidade por seis meses. Mas isso foi há mais de vinte e cinco anos e as coisas mudaram. Mas não creio que tanto! Estive lá há catorze anos (preciso voltar) e tudo continuava na mesma. Acho que L.A. (elei – é assim que chamamos na intimidade) já tinha crescido tanto que não tem muito mais para onde crescer. Por hoje, posto aqui mais impressões do que informações turísticas: Pedalando pelo Pier de Santa Mônica 1 – Em 1989 L.A. já tinha uma consciência ambiental, referente ao descarte de lixo, bem avançada. No supermercado a pergunta do caixa era “paper or plastic”, referindo-se as embalagens. Guardávamos as embalagens vazias de garrafas pet e latinhas para colocar no coletor localizado nos supermercados. De volta recebíamos alguns cents como recompensa. Sobre os supermercados, são uma fonte de informações. Para quem quer comprar carro, alugar casas e apartamentos, ou se

Tower Bridge: linda, de dia e de noite!

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro Uma das mais belas imagens em Londres, para mim, é Tower Bridge à noite. Uma recordação que ficou em minha mente, desde os tempos de estudante em Londres. Por isso, quando chegamos pelo entardecer a cidade, a primeira imagem que quis apresentar para meus companheiros de viagem, foi deste belo cenário noturno. Deixamos as malas no hotel e fomos para a estação de metrô onde tomamos a linha verde – District (pode ser também a amarela – Circle), para descer em Tower Hill. Passamos por Tower of London (20,35 pounds para entrar) com uma breve parada para contemplação e seguimos direto para atravessar o rio Tâmisa, pela Tower Bridge. E foi ali, com a brisa noturna e um cenário esplendoroso que a cidade nos deu as boas vindas! Foto: Gillian Silva A ponte é maravilhosa, construída em estilo medieval, proporciona uma das vistas mais espetaculares de Londres e fica em uma área revitalizada e moderna da cidade. É um p

Harrod’s: loja com vocação para museu!

Imagem
Mesa em ouro com tampo em cristal Mais uma edição da Série Real London   Por: Adriana Aguiar Ribeiro  Uma visita a Harrod’s, em Londres, é imperdível. Não só pelos seus artigos de luxo incríveis, pelas variedades de mercadorias, restaurantes diversos, mas pela disposição de seus variados departamentos e opções. A Harrod’s é uma loja chiquerésima, porém, há variados artigos para todos os gostos e bolsos. A primeira vez que estive na loja, orçamento curto na época, comprei alguns marcadores de livro em couro com letras douradas, com o nome da loja, por apenas uma libra cada. Distribui entre amigos e familiares e mantenho o meu até hoje. Uma boa recordação que não se acaba nunca. Fora as compras, vale a pena aproveitar para ir a algum dos restaurantes e lanchonetes da Harrod’s. Checar as promoções dos diversos departamentos, que vendem de tudo mesmo: desde papelaria, roupas, eletrônicos, comidas, artigos esportivos, para casa, móveis e decoração, até qualquer coisa que

Hyde Park, uma lufada de ar fresco na alma!

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro Entrar no Hyde Park é como uma lufada de ar fresco na alma! Tanto faz sair das belezas urbanas da cosmopolita Londres e adentrar o parque pelas trilhas de pedras ou pela rua principal, asfaltada do Hyde Park.... Pois o mundo se transforma ali dentro. Seja pela sua gente descontraída, ou pelo verde estonteante da sua vegetação, ou pela tranquilidade das águas do grande lago, ou pela felicidade dos cãezinhos na guia, ou pela exuberância dos jardins floridos, com suas rosas, múltiplas flores, buquês perfeitos,...  Sim, é de tirar o fôlego a grandiosidade deste parque. A melhor época para visitá-lo é na primavera e verão, mas não desanime de conhecer o parque em outras estações. Conta a história que até o século XVI o parque pertencia a monges, sendo então adquirido pela família real britânica para utilizar o espaço para a prática da caça. Desde então muitas mudanças foram feitas no Hyde Park e nos dias a

Big Ben, Casas do Parlamento, St. James Park, Palácio de Buckingham e Troca da Guarda

Imagem
Mais uma edição da Série Real London  Por: Adriana Aguiar Ribeiro Big Ben e Casas do Parlamento Big Ben e Casas do Parlamento Quem vai a Londres tem que visitar o relógio mais famoso do mundo: o Big Ben, que fica no alto da torre St. Stephen, com 96 metros de altura e faz parte do conjunto arquitetônico do Parlamento Britânico. O relógio foi projetado por Edmund Beckett Denison e inaugurado em 1859, pesando 13 toneladas. Trabalha coordenado com o Royal Greenwich Observatory. Seu nome é uma homenagem a Sir Benjamin Hall, o primeiro comissário de obras.  Anexo está o Palácio de Westminster, também conhecido como Casas do Parlamento, guardado por um forte esquema de segurança.  O prédio foi construído em estilo gótico e tem uma riqueza de detalhes surpreendente. Vale a pena contornar o prédio, indo até seu jardim que dá para o rio Tâmisa. Sem dúvida é uma obra de beleza rara! Daqui, é uma pequena caminhada até o St. James Park. Cottage do tratador de aves Palácio de

A disputada faixa da Abbey Road, em Londres!

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro Mania de madrugadora: acordar cedo achando que encontrará certas atrações sem muitos turistas e ainda ganhará tempo para vagar pela cidade. Essa era a intenção. Atravessar a faixa de pedestres, ainda vazia, na Abbey Road. Ledo engano! Bem cedo já estava lotada de turistas disputando o espaço para a famosa foto dos Beatles, capa do seu disco de mesmo nome da homônimo. Pensávamos que seríamos os primeiros por lá... Que nada! E mais um detalhe: os motoristas londrinos já não tem paciência com os turistas, que querem parar, fazer poses, tudo sobre a faixa de pedestres. Até buzinam! Para chegar lá de metrô pegue a Jubilee Line (linha cinza) até a estação St John’s Wood. Saia da estação, atravesse a rua e siga pela Grove End Road por uns 5 minutos. Você chegará à esquina com a Abbey Road.  Atravessando a faixa, à direita, você encontrará o prédio do Abbey Road Studio, local das gravações dos Beatles.

Borough Market, um recanto de Londres!

Imagem
Mais uma edição da Série Real London Por: Adriana Aguiar Ribeiro  Visitando Londres a gente tem que conhecer os tradicionais pontos turísticos. Mas bom mesmo é conhecer os lugares da cidade onde os moradores costumam passear. O Borough Market é um desses lugares. Foi uma dica da amiga Christine Walters, londrina de nascimento. Claro que não pudemos deixar de ir lá checar! O Borough Market, além dos típicos produtos frescos (e orgânicos) vendidos em mercados, tem diversas barracas com comidas de rua. Gastronomia internacional: por lá se come comida tailandesa, árabe, turca, chinesa, italiana, entre muitas outras. Fora os doces maravilhosos! Uns conhecidos e outros, pura novidade. E o clima do mercado é bem descontraído. Cheio de aromas, cores e gente de bem com a vida. Borought Market está para Londres assim como o Mercado Municipal está para São Paulo. Para chegar lá recomendo o metrô linha Northem (preta), descendo em Borough. De lá dá para ir caminhando até Tower Bri