Parque Nacional do Itatiaia, Brasil

Por: Adriana Aguiar Ribeiro
Hoje vamos abordar um pouco sobre a parte baixa do Parque Nacional de Itatiaia. É onde fica localizada a sede deste parque criado em 1937, no governo de Getúlio Vargas. Foi a primeira unidade de conservação de proteção integral à natureza criada no Brasil. No seu interior encontram-se os picos mais altos do país, com quase 2.800 metros de altitude. Com tantas diferenças de altitude, o Parque Nacional do Itatiaia reúne uma fauna e flora bastante diversificada.
A parte baixa do parque pode ser acessada pela cidade de Itatiaia, no estado do Rio de Janeiro. Ali há um Centro de Visitantes com um museu que oferece informações básicas sobre a fauna e a flora da região. No local, além de bichos empalhados, o visitante encontrará também uma pequena biblioteca. 
Devido a sua temperatura mais amena, a parte baixa do parque conta com uma fauna e flora mais rica. Por isso, além de encontrar variedades de mamíferos, há também grande diversidade de pássaros, tornando o local um paraíso para os Birdwatchers. O museu do parque registra animais como pacas, quatis, porcos-do-mato, além de aves como beija-flores, jacus, tucanos, guaxes, saíras, tiês, entre muitos outros.

Devido a conter muitas nascentes que compõem duas importantes bacias hidrográficas, encontram-se aqui muitos rios de águas cristalinas, que formam lindas piscinas naturais e cachoeiras. Nos meses de junho, julho e agosto vá preparado para pegar um friozinho.
Na parte alta do parque, que tem sua entrada em Itamonte, estado de Minas Gerais, pode até ocorrer geadas e os rios muitas vezes congelam. Sobre esta parte falaremos em outra postagem.

Acesso à parte baixa: é pago e moradores de Resende e Itaiaia, de posse de um comprovante de residência, têm desconto na entrada.

Informações do parque: (24) 3352-1292 / 2288

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Campos do Jordão, a cidade mais alta do Brasil

O que fazer em Mambucaba - passamos o Ano Novo por lá!

Visitando Quebec, Canadá