segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Surf no rio Eisbach, na Alemanha





A onda no Rio Eisbach é um dos muitos pontos atraentes da cidade de Munique, que eu não deixaria de visitar. Pois se trata de algo surpreendente!

Talvez você já tenha lido ou assistido alguns programas falando desta onda no Eisbach, mas talvez não saiba que a corredeira é na verdade um braço artificial do rio Isar, desviado pelo homem por dois quilômetros, adentrando o Englischer Garten (1789), que é um parque verde enorme, localizado bem no coração de Munique.




É proibido nadar no rio, apesar de no verão alguns banhistas se aventurarem nas águas geladas. Mas a proibição não impediu surfistas de virem pegando a onda de Eisbach, desde 1972. O sucesso é tão grande, que até campeonatos de surf acontecem no lugar. Por isso, desde 2010 o surf foi oficialmente liberado no local. Mas há uma placa informando “Devido à corrente forte, a onda é adequada apenas para surfistas qualificados e experientes”.

Mesmo assim, é uma onda muito concorrida, pois encontramos à beira do rio filas de surfistas aguardando seu momento de “entrar na onda”, o que ali acontece de forma diferente: você não tem que remar. Apenas joga a prancha n’água e pula em cima dela. Ouvimos falar que este movimento contínuo de surfistas acontece faça frio, faça calor, seja dia, seja noite... Os turistas também aproveitam para observar e se acotovelam para fotografar a prática inusitada do esporte no rio.


Estivemos lá em setembro do ano passado, pleno verão europeu, e os surfistas usavam roupas de borracha de corpo inteiro. A água deve ser muito fria mesmo, justificando seu nome Córrego de Gelo, tradução para Eisbach.

A onda de Eisbach fica sob a ponte localizada ao lado do museu Haus Der Kunst. Chegamos lá de metrô (U-Bahn), descendo na estação de Lehel, que fica a aproximadamente duas quadras de Eisbach. Uma pequena caminhada por um bairro muito tranquilo e agradável, com um comércio pitoresco, como mercadinhos, papelarias, etc.


Leia mais sobre a Alemanha clicando aqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!