sábado, 3 de agosto de 2019

Lugares têm que visitar em viagens





Quando visitamos ou estamos para visitar algum lugar é muito comum ouvirmos das pessoas frases semelhantes a:  "Em tal lugar tem que visitar isso ou aquilo!". Ou "Tem que fazer isso ou aquilo". Ainda... "Você esteve lá e não foi em tal lugar?". E a mais patética de todas as frases: "Se você esteve em tal lugar e não visitou tal coisa, você não esteve lá!"

Você deve ter reconhecido alguma das frases acima, né?

Pois é! Confesso já ter ouvido algumas vezes esses comentários. E às vezes até me influenciei ou me perguntei porque estava fazendo diferente.

Vamos exemplificar de modo bem simples: "Se você vai a Paris, tem que subir na Torre Eiffel!". Na verdade, até subi na torre em minha primeira ida a Paris. Mas não vejo nada demais se alguém vai a Cidade Luz e resolve apenas dar uma esticada até os jardins da torre, sem subir. Seja por falta de tempo, por não estar disposto a enfrentar longas filas, por ser claustrofóbico, acrofóbico, econômico, pão duro... Que mal há nisso? Tanta gente mora no Rio de Janeiro e nunca subiu ao Corcovado, ou ao Pão de Açucar!
Esse assunto era um dilema para mim, em meio a tantas viagens. Sempre me perguntava: "por que tenho que fazer isso ou aquilo?" , diante dos comentários citados no começo desta matéria. 

Ao longo do tempo, com certa experiência em idas, vindas e retornos a certos destinos, cheguei a seguinte conclusão: se você sabe o que te interessa, porque tem que ir onde todos vão? É uma questão de afinidade com os lugares. É bom ler sobre os principais pontos de interesse turístico, mas ter um discernimento do que você realmente vai curtir. Não precisa subir em todos prédios mais altos do mundo, ou visitar todos os estádios de futebol, museus, castelos, etc. Pode sim visitar aquilo com o qual por um motivo ou outro, por um filme que viu, um livro que leu, um assunto que estudou, uma atração especial por algo, te dê razões fortes para ir lá. 

Gosto de mercados, bibliotecas, restaurantes, determinados museus... Me atraem também as igrejas, parques, entre outras tantas atrações. Adoro ir a praia!! Estes são meus focos. Passeios de barco? De vez em quando. Por isso, não espere me encontrar em todos barquinhos lotados de turistas - passeios têm que fazer! Gosto muito de ir onde a população local vai.  Acho muito bom também passar um tempo entendendo o verdadeiro lugar que me propus conhecer, relaxando em uma praça, comendo como um local (fujo dos restaurantes pega turistas - em geral sem compromisso com os clientes que não deverão passar por ali outras vezes), andando no transporte público, etc. Por isso, acabo voltando para rever muitos lugares. 

A menos que você disponha de um longo tempo, vai dar para ir a tudo que existe para ver e fazer, com um bom nível de observação para entender bem o lugar!

Então, antes de viajar para um destino, vale a pena se perguntar o que gostaria realmente de fazer, sendo honesto consigo. Se der para realizar, ótimo! Se não, curta o simples barato de estar por lá! 

E você? Já ouviu comentários tipo os mencionados aqui? Compartilhe com a gente e com outros leitores, como lida com isso. Conte sobre o seu estilo de viagem e onde gosta de ir. 

Você poderá de gostar de outras matérias neste estilo entrando aqui!


4 comentários:

  1. Concordo que nem toda dica de passeio pode resultar na mesma sensação para todos,vai depender de muitos fatores que o envolvem: físicos, financeiros e até mesmo psicológicos...dependendo do cansaço e do humor,tudo muda.Às vezes uma bela caminhada num lugar calmo e pitoresco vale muito mais do que um ponto turístico lotado de filas e gente querendo passar por cima de você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A percepção das coisas varia de pessoa para pessoa. Às vezes essa caminhada vai ficar mais na memória, do que uma visita a uma atração feita mais pela obrigação de se conhecer, do que pela vontade real. Obrigada, Luciana, pelo seu comentário tão bem colocado!

      Excluir
  2. Concordo plenamente. Afinal é mt mais interessante conhecer costumes e pessoas e através delas ter uma maior noção do lugar que estamos visitando do que apenas ver seus pontos turísticos.
    Claro , tb haverá momento para estas visitas mas sem a obrigação de cumprir todas as exigências impostas pelos bem (ou mal) intencionados amigos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Marina! Ter tempo para interagir com os locais muitas vezes revela boas surpresas e histórias sobre os lugares que visitamos!

      Excluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!