sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Museu Histórico de Santiago e Ines de Suarez

Em 2016 escrevi uma matéria falando de minha relação entre livros e viagens. Contei sobre como  “(...)os livros da chilena Isabel Allende são grandes responsáveis pelas muitas idas ao Chile. Em nossa última viagem a Santiago do Chile, fomos ao Museu Histórico Nacional certos de que veríamos o quadro de Inés Suaréz, que retrata uma das poucas mulheres espanholas em batalhas pela conquista da América. Conheci esta pintura, pois ilustra a primeira página do livro "Inês da minha Alma", de Isabel Allende e desde então coloquei em minha agenda visitar a obra exposta no museu. Infelizmente, na semana em que fomos lá, a sala onde fica exposto o quadro estava fechada para reforma. Uma pena! Mas isso virou pretexto para uma próxima viagem à cidade.(...)."

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Cruzeiros - Primeiras viagens de navio




A primeira viagem de navio da equipe do Viajando com Puny aconteceu em março de 2005, em um cruzeiro feito na Island Cruises, pela costa brasileira. O navio era o Island Escape e saiu do porto de Santos, em São Paulo, para percorrer em cinco noites uma rota que incluiu a maravilhosa praia de Búzios, no estado do Rio de Janeiro, Itajaí e Florianópolis, em Santa Catarina.

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

A Sagrada Família, em Barcelona, está ficando linda!





A equipe do Viajando com Puny teve a sorte de ir três vezes à Barcelona em anos distanciados: 2002, 2008 e 2017. Assim, pôde fiscalizar pessoalmente o andamento da obra da Sagrada Família! Como mencionei em minha última postagem sobre a cidade, “uma obra eterna”. Hoje já não digo isso com tanta segurança.

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Nice de navio



Nice foi uma surpresa boa! Apesar do pouco tempo que tivemos na cidade, ficamos encantados com sua gastronomia, a beleza das suas ruas, praças, o centro histórico e sua praia, de um azul estonteante, colorida pelas águas do Mediterrâneo.

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Mônaco de navio





Passamos uma manhã em Montecarlo. Sim, pois nosso desembarque em Villefranche, na França, ocorreu às sete da manhã com retorno programado para as sete horas da noite. E, audaciosos, queríamos visitar também Nice e Èze Village
.
Mas como acalentava o sonho de visitar o segundo menor país do mundo (Mônaco perde em menor tamanho apenas para o Vaticano!), não podíamos perder esta oportunidade!

Villefranche de navio – Riviera Francesa




Grande parte dos navios de cruzeiros que chegam à região de Nice e Mônaco ancora em Villefranche, uma pequena vila praiana localizada entre ambos os destinos.  

Por não ter porto de atracação de navios em Villefranche, é necessária a utilização de um barco auxiliar para levar os passageiros do navio para terra. Por isso, nosso desembarque bem cedo, às sete horas da manhã, foi essencial para conseguirmos cumprir um roteiro bem extenso, que incluiu Èze, Mônaco e Nice. O nosso navio ancorou às sete horas da manhã e zarpou às 19 horas. Para não perder tempo, tomamos um café da manhã reforçado e fizemos apenas um rápido lanche neste desembarque.