segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Salzburgo: duas noites na cidade

Por: Adriana Aguiar Ribeiro
Viagem em Setembro de 2017

Poder conhecer Salzburgo na época em que estava acontecendo a Oktoberfest em Munique, foi uma surpresa muito agradável. 
Cidade festiva por conta da Oktoberfest
Pois a cidade Austríaca, onde nasceu Wolfgang Amadeus Mozart, é tradicional pelos seus festivais e naturalmente participa ativamente das comemorações da Oktoberfest, que acontecem por toda a região da Bavária, que além da Alemanha, inclui um pedacinho da Áustria.

Viajamos de trem desde Zurique, Suíça, até Salzburgo, na Áustria. A intenção desta viagem foi refazer um trecho muito bonito, cortando parte dos Alpes Austríacos, que já tínhamos feito há muitos anos.
Detalhes elegantes de Salzburgo
O ponto alto da viagem seria encontrar, em Salzburgo, um casal de sobrinhos, que estava estudando no norte da França, e com eles aproveitar o fim de semana conhecendo um pouco da cidade.

Chegamos na sexta-feira a noite, com hospedagem programada até o Domingo, quando pegaríamos um trem com destino a Munique. 
Cidade amiga dos pedestres, repleta de calçadões e praças
Parece pouco tempo, mas deu para aproveitar bastante da cidade, como você pode conferir a seguir.

O que fazer em Salzburgo

Na primeira noite na cidade, fomos em busca de um restaurante no centro, nas proximidades do hotel Mercure Salzburg City, onde estávamos hospedados. 

O centro histórico de Salzburgo é fácil de andar a pé. As principais ruas são fechadas para pedestres e não há muito tráfego na área. É tudo muito charmoso, repleto de lojinhas, galerias de artes, cafés e restaurantes. À primeira vista a cidade nos encantou!

Retornamos ao hotel com a boa notícia de que os sobrinhos tinham chegado. Quando se está fora, encontrar família e amigos tem sempre uma magia especial! Matamos saudades e fomos dormir com a promessa de acordar cedo no dia seguinte para explorar Salzburgo.

Hospedagem: Mercure Salzburgo City - confira no Trip Advisor
No sábado, logo após o café da manhã, saímos caminhando até os Jardins e Palácio de Mirabel, muito famoso por ser o local onde foram filmadas muitas cenas do clássico A Noviça Rebelde

Palácio e Jardins de Mirabel

Mas o que poucos sabem é que originalmente o Palácio de Mirabel era chamado Palácio Altenau ou Palácio do Amor. Foi construído pelo arcebispo de Salzburgo Wolf Dietrich von Raytenau, em 1606, como presente para a sua amada Salome Alt. Ali nasceram 15 filhos desta união, tendo sobrevivido 10 deles. 

Construído em estilo barroco, o palácio foi reconstruído em estilo neoclássico em 1818, após um grande incêndio que atingiu a cidade. 

Atualmente o palácio abriga escritórios da prefeitura e em seu Salão de Mármore, onde no passado aconteceram muitas apresentações de Mozart, hoje são realizadas belas cerimônias de casamento.

Quando visitamos os jardins, no Sábado, pudemos ver famílias e noivos fazendo fotos nos jardins do palácio, em trajes de festa. 

Desnecessário observar que os jardins, repletos de fontes e estátuas mitológicas, são encantadores, muito floridos e bem cuidados!

Saindo dos jardins, logo ao lado fica o Hotel Sacher e o maravilhoso Café Sacher. 

Café Sacher

O tradicional Café Sacher, famoso pela sua torta de mesmo nome, fica no Hotel Sacher, bem ao lado dos jardins do Palácio de Mirabel. 

Entrar no seu salão é transpor o tempo voltando ao passado. Se você gosta de um café ou chá seguido de uma saborosa guloseima, aqui é o seu lugar. A comida não é das mais baratas, mas considerando que você está pagando pela gastronomia e pelo local histórico, vale muito a pena a visita.

O Café Sacher é apropriado para quem curte uma parada gastronômica aliada a beleza, elegância e história do lugar. 

"Em 1832 o Príncipe von Metternich instruiu ao aprendiz de 16 anos de idade, Franz Sacher, a criar uma sobremesa única para os seus hóspedes. A doce e suntuosa obra prima era para ser feita com chocolate, geleia de damasco e creme batido, a qual se tornaria a base para a receita de sucesso que se transformou na Original Torta Sacher. Esta receita básica se mantém a mesma para todas as Tortas-Sacher assadas nos dias atuais no café." Extraído do site do Café Sacher em Salzburgo.  

Refeitos pelo café, atravessamos a pé o Rio Salzach  para ir até a casa onde nasceu Mozart. 
Hagenauer House - casa onde Mozart nasceu
Hagenauer House - Mozart's House

A casa de número 9 da Rua Getreidegasse é alvo de todas as atenções em Salzburgo: não é a toa, já que ali nasceu em 27 de janeiro de 1756, Wolfgang Amadeus Mozart, o mais importante filho da cidade! 

Por 26 anos (desde 1747) a família de Mozart ocupou o apartamento do terceiro andar do prédio amarelo, mudando-se para a Mozart's Residence em 1773. 
Mozart's Residence
Mozart's Residence

Fica localizada na outra margem do Rio Salzach, bem próxima ao Hotel Sacher. 

Pferdeschwemme

Bastante incomum, o Pferdeschwemme é uma piscina destinada ao banho e a matar a sede dos cavalos.
Pferdeschwemme: fonte para banho e matar a sede dos cavalos
Esta de Salzburgo foi construída em 1696, dedicada aos cuidados com os equinos da nobreza na época. 


Claro que os nobres aproveitavam para se imortalizar em estátuas e pinturas, resultando em uma bonita obra. 

Altstadt

Seguimos caminhando por Altstadt, que é a parte histórica mais central da cidade, localizada na margem esquerda e direita do rio Salzach.
Charme na cidade histórica
A área é reconhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1996 com devido merecimento. Os prédios mais importantes ficam localizados no entorno da Catedral de Salzburgo. 

Catedral de Salzburgo

A Catedral de Salzburgo foi fundada em 774 d.C. dedicada ao Santo Rupert e São Virgílio, sobre vestígios de uma torre Romana. A Catedral foi reconstruída em 1181, após um incêndio. 
Catedral de Salzburgo
No Século 17 foi novamente reconstruída em estilo Barroco - que é seu atual estilo - pelo arcebispo de Salzburgo Wolf Dietrich von Raytenau. Lembra dele? Que construiu o Palácio de Altenau (Palácio de Mirabel) para a sua amada Salome Alt?
Pia onde foi batizado Mozart
Na Catedral de Salburgo você pode ver a pia batismal na qual foi batizado Wolfgang Amadeus Mozart.  Observe na Catedral o maravilhoso orgão. Há possibilidade de assistir aqui a concertos noturnos de música clássica. Fique atento!
Bonito órgão na Catedral de Salzburgo
Um pouco adiante, está Residenzplatz com sua Fontana de La Residenz. 

Residenzplatz

Área central que reúne os principais prédios da cidade, mais uma vez construído sob administração do arcebispo de Salzburgo Wolf Dietrich von Raytenau, de acordo com desenho e planta do arquiteto italiano Vincenzo Scamozzi. Cinquenta e cinco prédios medievais foram derrubados para dar lugar ao novo e opulento quarteirão. 
Residenzplatz: palco de eventos e festivais
No centro está construída a Fontana de La Residenz, ricamente decorada, em estilo barroco. 

Residenzplatz atualmente é palco para eventos festivos, por isso encontramos o local repleto de barracas, brinquedos e muita gente comemorando a Oktoberfest. 

Aliás, toda a cidade estava festiva. O que foi ótimo! Pois, apesar de não termos a vestimenta adequada, nos misturamos a população e aproveitamos cada minuto da festa experimentando boas cervejas e o típico Langos, que é uma espécie de massa de pastel frita, muito apreciada por todos. 
Langos: espécie de massa de pastel frita
Praças nos arredores são muitas: Mozart Platz, Alter Markt (onde acontece uma feira desde a Idade Média), a Universitätz-Platz... E por todo lugar havia festa e barracas. 
Barracas animadas por toda a cidade
Curiosidade: em Alter Markt fica a menor casa de Salzburgo. Conta a lenda que um jovem sem posses, enamorado de uma moça rica, pediu a sua mão em casamento. O pai negou, pois o jovem não tinha sequer uma casa para morar. Então o rapaz construiu, ele mesmo, uma casinha entre prédios suntuosos, em uma área nobre da cidade. Esta casa que hoje é tida como a menor casa de Salzburgo, alguns dizem a menor casa do mundo. Mas isso sabemos que não há como mensurar. 
A menor casa de Salzburgo
Artigos típicos

Como toda cidade turística,  Salzburgo é repleta de lojinhas de suvenires vendendo principalmente chocolates e artesanatos.

As feiras de rua têm uma grande diversidade de artigos, mas o que mais chama atenção são os enfeites feitos com cabaças de abóboras.
Arranjos com cabaças de abóbora
O artigo mais típico de Salzburgo é o SAL extraído de suas minas. Daí se origina o nome da cidade SALzburgo. 

Por isso, você encontrará muitas lojas em Salzburgo dedicadas a vender sal em diversas formas. 
Lojas especializadas em sal
Se você tiver maior interesse, poderá inclusive visitar a mina de sal. Operadores de turismo locais fazem o passeio até as minas. 

A noite optamos por fazer um programa bem local:

Augustiner Bräustuben

Trata-se de uma cervejaria que serve sua cerveja em um ambiente bem típico, onde você mesmo lava suas canecas e pede a cerveja no balcão. 

Um grande galpão repleto de mesas, no estilo bem austríaco e alemão, proporciona um ambiente muito alegre e animado.
Augustiner Bräustuben: programa muito local
Além disso, na lateral, lojinhas com uma diversidade de petiscos servem desde Pretzel, Eisbein, Linguiças diversas, Kassler, tudo típico da região da Bavária. 

Muito semelhante às grandes barracas que encontramos na Oktoberfest em Munique e nas feiras de rua de Salzburgo, porém sem garçons.

Se você gosta de cerveja e quer viver uma experiência realmente diferente, recomendo a visita.

Endereço de Augustiner Bräustuben
Landsberger Strabe, 19 - Salzburgo
Site: http://www.braeustuben.de/
Charme e guloseimas por toda a cidade
No dia seguinte, Domingo, após duas noites em Salzburgo, pegamos o trem com destino a Munique. 

Sugestão de atrações que não conseguimos visitar: 

O elevador Monchberg leva você até a Galeria de Arte Moderna que fica no alto da montanha adjacente a cidade, proporcionando uma bonita vista. 
Fortaleza de Hohensalzburgo, com o Castelo de Salzburgo, pode-se chegar lá pelo funicular. 

Moeda Utilizada: Salzburgo é uma cidade Austríaca, portanto utiliza o euro em suas transações financeiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!