segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Gotemburgo, encanto na Suécia!

Continuamos aqui com notícias sobre uma viagem feita em 2019. O trecho que comentamos abaixo refere-se ao mês de maio, quando desembarcamos de um navio em Copenhagen (contamos aqui sobre nossos dias na cidade). Primavera 2019.



Depois de uns dias em Copenhagen seguimos de trem (passagens compradas pela internet) até Gotemburgo, em uma viagem de aproximadamente quatro horas, chegando na estação "Goteborg C". 



O que mais impressionou durante esta viagem foram os campos floridos de Canola, colorindo de amarelo grande parte do trecho de Copenhagen até Gotemburgo.
Um quilômetro e meio foi a distância que percorremos puxando nossas malas de rodinhas, da estação de trem ao Hotel Sure Lorensberg - da rede Best Western. A pé seguimos com ajuda do maps pelas ruas de Gotemburgo. A pouca bagagem facilitando o percurso.
Trädgardsföreningen (Horticultural) é um dos mais bem preservados parques do Séc. XIX da Europa. Aqui você encontrará milhares de flores. A Casa das Palmeiras desde 1878 abriga plantas exóticas em um clima Mediterrâneo. O parque é uma Sociedade de Jardinagem.
Depois de nos hospedarmos em Husun, em Copenhagen, foi bom estar em um hotel no centro da cidade, com facilidade de locomoção. 

Deixamos malas no hotel e saímos para explorar a cidade desconhecida. Com características retrô em seus prédios, no seu tram, parecendo os bondes do passado e o melhor de tudo: tulipas e flores em profusão pela cidade. 
A entrada no Trädgardsföreningen é gratuita.
Que cidade encantadora! Nem muito grande, nem muito pequena. O tamanho ideal. 
Simpático Café em Trädgardsföreningen (Horticultural)
Visitamos Trädgardsföreningen (Horticultural - mais fácil este nome!), um parque que ocupa quadras do centro da cidade e tem jardins muito bem cuidados. Lá nos recomendaram também visitar o Jardim Botânico, que fomos no dia seguinte, e aproveitamos para ir até a descolada rua de Haga Nygata, cheia de comércio, cafés e restaurantes aconchegantes. 
Jardim Botânico: entrada paga e natureza exuberante. Do centro até aqui pegamos um tram. 
Visitamos também o Mercado Central que fica localizado no centro, bem próximo a Horticultural, com boas refeições quentes e muitos produtos locais. Almoçamos por um preço mais razoável, em se tratando de Escandinávia. 
Haga Nygata: ruazinha descolada próxima ao Jardim Botânico
O café da manhã do Hotel Lorensberg foi a melhor surpresa gastronômica na cidade. Com pães, bolos, iogurtes, queijos, a maioria orgânicos, preparados no hotel, ou provenientes de produtores locais, garantindo a sustentabilidade. 
Delícias a preços razoáveis no Mercado Central
Observamos na Escandinávia um cuidado muito grande com os alimentos, sendo comuns hotéis com cafés da manhã (referente ao Best Western Hebron, em Copenhagen, 2013) repletos de itens orgânicos. 
Delícias orgânicas no Hotel Lorensberg
Em Gotemburgo, Suécia:

  • Visitar o Horticultural, Jardim Botânico, Mercado Central, Haga Nygata, Igreja Oscar Fredrick e andar por Avenyn, a avenida principal da cidade.
  • Passamos duas noites na cidade, que foram suficientes para conhecer um pouco do lugar, mas a cidade nos atraiu e poderíamos ter passado três noites por lá.
  • O que comemos: destaque para os pães integrais, os biscoitos de grãos, as geleias, iogurtes e os queijos que experimentamos no café da manhã. 
  • Hotel Utilizado: Hotel Sure Lorensberg - rede Best Western
  • Moeda Local: Coroa Sueca = SEK
O transporte público na cidade funciona muito bem. Comprar o bilhete no interior do tram (bonde) ou ônibus custa mais caro que comprar na estação ou nas lojinhas de conveniência. Você pode comprar o tícket unitário ou optar por passes para um dia ou mais. 
Gotemburgo deixou a melhor das impressões. E de lá seguimos para Oslo de... ônibus! Nem tudo sai como se planeja, apesar de sermos muito cuidadosos na elaboração dos roteiros. Compramos passagens de ônibus no trecho Gotemburgo-Oslo pela internet e não percebemos que se tratava de passagens de ônibus (saindo de Bussterminal - que fica ao lado da estação de trem). Damos preferência aos trens. Mas correu tudo bem e no mesmo tempo que o trem percorreria o trajeto - aproximadamente 3h30min. A vantagem é o preço do ônibus que é mais barato que o trem. 
Arredores de Haga Nygata
Leia sobre esta viagem na íntegra clicando aqui.
Para ler sobre outros destinos na Suécia, entre aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!