quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Três dias em Oslo, Noruega


Saiba o que fazer na cidade de Oslo, Noruega.

Verifique aqui este roteiro de três noites, quando encontramos a cidade em festa!
Chegar em Oslo no dia 17 de maio foi uma surpresa inesperada! A assinatura da Constituição Norueguesa aconteceu nesta data no ano de 1814. Por isso, encontramos a população comemorando mais um "Dia Nacional da Noruega". 

Isso significa que encontramos praticamente toda a população festiva e em trajes típicos. 


Ostbanehallen: antiga estação de trem que hoje abriga restaurantes. Animado e bom para comer.
Dia 1 - Nosso ônibus parou em Oslo Busstermin, ao lado da Estação de Trem. Próximo a Ostbanehallen, uma antiga estação de trem, que hoje em dia virou um mercado de restaurantes. Um bom lugar para comer.  Aqui tem um Escritório de Informação ao Turista. Onde boa parte da vida acontece na cidade!

Mais uma vez cobrimos os 850 metros de distância entre a estação e o hotel a pé! Com chance de passar pela Ponte AkrobatenDesta vez, envolvidos com o burburinho da cidade em festa. Não me canso de propagar as vantagens de viajar leve
Operahuset - a Casa de Ópera de Oslo, construção datada de 2007, é a casa do balé e da orquestra Norueguesa.
Este primeiro dia, um feriado, foi muito apropriado para nos misturarmos aos locais e curtir a animação. Caminhamos pelos arredores indo até a Operahuset e o Projeto Barcode, uma área nova e moderna, em pleno centro da cidade. 
Área do Projeto Barcode e Operahuset em festa
-
Dia 2 - Após café da manhã no hotel (já falamos aqui sobre delícias escandinavas) nos preparamos para ir ao Folkmuset que é o Museu do Folclore Norueguês. Fica localizado em Bygdoy, em Oslo e tem um Museu ao Ar Livre com 160 edifícios históricos. Entre aqui para saber mais detalhes sobre Folkmuset
Capricho nos cafés da manhã escandinavos. Best Western Plus City Oslo
Aproveitamos a proximidade para ir também ao Museu do Navio Viking, que fica ao lado de Folkmuset. Entre aqui para ler um pouco mais sobre este museu. 
Folk Museet: Museu do Folclore Escandinavo - museu ao ar livre
Ambos os museus valem a pena a visita se você tem interesse na cultura Viking. 

Apesar do dia frio e chuvoso e a maior parte da visita acontecer ao ar livre, deu para aproveitar muito. 

Ao fim da visita em um dia frio e chuvoso em Folkmuset, fizemos uma refeição quente na cafeteria do museu, que é boa. Os museus têm lojinhas de suvenires.
Museu do Navio Viking
Para chegar lá pegamos o ônibus 30, que passa no centro da cidade. Até o ponto Folkmuseet (em frente ao museu) são aproximados 17 minutos. É bom saber que vale a pena comprar o bilhete na estação, pois dentro do ônibus sai mais caro. Não preciso dizer que transporte público na Escandinávia, como em grande parte da Europa, funciona com muito conforto e pontualidade. 

Catedral de Oslo

Ao retornar ao hotel andamos nos arredores aproveitando para conhecer a Catedral de Oslo (Domkirke), formalmente chamada de Igreja do Nosso Senhor. 
Catedral de Oslo: rico interior e eventos públicos
É a principal Catedral da Diocese Norueguesa e em Oslo. O edifício da Catedral em estilo barroco data de 1697, com algumas reformas posteriores, e serve para eventos públicos do Governo Norueguês e para a Família Real da Noruega. 

Dia 3 -  No terceiro dia após o café da manhã no hotel, fomos conhecer um pouco mais de Oslo, pegando um tram (bonde) até a área do Palácio Real e dali seguindo todo o itinerário na sequência abaixo, a pé:
Lembrando que comprar o bilhete nas lojas de conveniência ou na estação sai mais barato que no interior do tram
Palácio Real e seus jardins 

Localizado a partir dos Portões Karl Johans, é uma construção em Estilo Neo Clássico, da primeira metade do Século XIX, tendo sua pedra fundamental lançada pelo Rei Carlos III, da Noruega, em 1824. 

Em 1849 passou a servir como residência oficial, tendo como primeiro morador o Rei Oscar I. 
Palácio Real de Oslo
Serve de residência oficial para  o Rei e a Rainha da Noruega nos dias atuais, sendo também o local onde os trabalhos diários do monarca são conduzidos. É aqui que o rei preside o Conselho de Estado, realiza audiências e cerimônias solenes, hospedando inclusive no Palácio chefes de estado estrangeiros.
Visita gratuita - inspirados nos Jardins Românticos Alemães de 1840
As visitas guiadas no interior do Palácio acontecem apenas no verão. Mas é possível visitar grande parte dos seus jardins de forma gratuita durante o ano inteiro. 

No Palácio Real acontece também, de intervalos em intervalos ao longo do dia, a troca da guarda real. 
Uma das guaritas da Guarda Real
Os Jardins do Palácio foram provavelmente inspirados nos Jardins Românticos Alemães de 1840

Teatro Nacional da Noruega 

Inaugurado em 1899, o Teatro Nacional da Noruega fica localizado entre os Portões do Palácio Real e o Parlamento Norueguês. 

O Teatro presta homenagens ao Dramaturgo Norueguês do Século XIX, Henrik Ibsen, realizando aqui o Festival Bienal Internacional Ibsen. 

Seus jardins, estátuas e chafarizes são muito bonitos, valendo a pena o passeio. 
Jardins do Teatro
Parlamento Norueguês (Storting)

Localizado na extensão dos Jardins do Teatro Nacional, no centro de Oslo, o seu prédio datado de 1866 foi construído em tijolos amarelos com detalhes em granito cinza claro. 
Reúne uma quantidade de estilos, incluindo inspirações francesas e italianas.
Parlamento Norueguês
Prédio da Prefeitura (Oslo Radhuset)

O prédio municipal da Prefeitura de Oslo, além de servir aos trabalhos de gestão da cidade, tem uma função muito nobre: aqui acontece todo ano a entrega do Prêmio Nobel da Paz

O prédio construído entre 1931 e 1950 - teve uma pausa nas obras devido a Segunda Guerra Mundial - tem uma arquitetura com inspiração Soviética. 
Lateral da prefeitura: prédio com inspiração Soviética
Centro do Nobel da Paz (Nobels Fredssenter)

Apresenta uma mostra do que representa o ideal do Prêmio Nobel da Paz

Quando visitamos estava em apresentação uma Mostra sobre Mudanças Climáticas. 
Mostra sobre mudanças climáticas
Aqui também acontecem interações culturais e políticas para o envolvimento, debate e reflexão sobre temas como guerra, paz e resolução de conflitos. 
Nobels Fredssenter

Tjuvholmen

Passamos o resto do dia passeando por Tjuvholmen, um lugar de praia onde no Domingo encontramos locais e turistas se divertindo pelo cais. 
Alguns mais corajosos se banhando nas águas do mar. 
Deque e águas limpas convidam ao mergulho
O local concentra muitos restaurantes, food-trucks, museu, tudo isso com a vista linda proporcionada pelos fiordes noruegueses.  

Daqui voltamos caminhando ao hotel no centro da cidade. 

Oslo é uma cidade fácil de conhecer, com um povo amistoso. Como toda a Escandinávia, é um lugar caro para comer.

Moeda Local: Coroa Norueguesa = NOK

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Explicando o roteiro: Saímos de Gotenburgo com destino a Oslo pelo terminal de ônibus (que fica junto à Estação de Trem Central) Nills Ericson Terminalen. Tão habituados a caminhar com as malinhas leves, que preferimos andar até lá desde o hotel, dispensando o ônibus urbano.
A viagem era para ser de trem mas, por um engano na hora da compra, adquirimos passagens de ônibus. O site sueco não tinha recurso de tradução. O local de onde sai o ônibus é o mesmo que sai o trem... Enfim, o curto trajeto de duas horas e meia de ônibus, de Gotemburgo até Oslo correu bem e mostrou uma bonita paisagem, com campos cultivados e as tradicionais casas de fazenda em vermelho ocre enfeitando os caminhos. 

Por que preferimos trem: possibilidade de caminhar pelo trem, vagão restaurantes, balança menos, em geral wi-fi a bordo, conexões elétricas, mais agradável...

Ao fim do passeio em Oslo, saímos de Oslo S (Central) para Aeroporto Oslo Gardermoen para pegar um voo com destino a Paris. O Aeroporto fica a aproximados 52 quilômetros da Estação de Trem Oslo S (no centro da cidade)
Em Oslo Central aguardando Flytoget. Compramos as passagens no dia anterior, nas máquinas em frente a plataforma.
Transporte de Oslo S para Aeroporto Oslo Gardermoen

Nosso voo com destino a Paris sairia às 8h40min de Oslo. Por isso, saímos do hotel de madrugada.

Pesquisamos três possibilidades de transporte: Táxi, Trem comum e Trem Express. 

Pela rapidez e frequência nos horários, assim como pelo preço intermediário, optamos pelo Trem Express Flytoget. Dependendo do horário tem frequência de 10 ou 20 minutos. Cobre o percurso em aproximadamente 20 minutos. O preço na época de bilhete ida foi de 196 NOK. Foi uma ótima escolha de transporte!
---------------------------------------------------------------------------------

Outras matérias relacionadas a esta viagem clique aqui.

Leia aqui sobre Roteiro de 9 noites pela Escandinávia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!