quinta-feira, 11 de junho de 2020

Roteiro de 3 dias no Porto, Portugal

Viagem em Setembro/2019

Dando continuidade às dicas sobre os lugares visitados em um roteiro que durou 43 noites pela Europa, hoje o assunto é a cidade portuguesa do Porto.
A cidade do Porto fica a noroeste de Portugal, à beira do Oceano Atlântico

É famosa pela sua bonita arquitetura e pelo vinho do Porto. 

Nesta matéria há dicas sobre hospedagem (saiba como utilizamos milhas aéreas no hotel), gastronomia, como chegar lá e o que fazer passando três noites na cidade.
Assista abaixo ao vídeo com resumo do roteiro de três dias na cidade.
Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".
Roteiro de 3 dias pelo Porto

Dia 1

Chegamos ao Porto à tarde, deixamos as malas e o carro no hotel. Pegamos um ônibus com destino ao Cais da Ribeira onde já nos encantamos com a Ponte Luiz I.

Ponte de D. Luís I

Conhecida popularmente como Ponte Luiz I, foi construída entre 1881 e 1888 sobre o rio Douro. 
Grandiosa, com dois andares, feita com estrutura metálica, liga o Porto a Vila Nova de Gaia.

Foi construída pelo engenheiro belga Théophile Seyrig, que já tinha trabalhado em outras pontes, em parceria com Gustave Eiffel

O ônibus passou pela parte inferior da ponte, por onde também passam pedestres. Descemos no Cais da Ribeira.

Cais da Ribeira

Seguimos pelo Cais da Ribeira, na beira do Rio Douro, apreciando seus prédios bem antigos, alguns coloridos ou azulejados, muitos com as típicas roupas penduradas no varal.
 
É uma área bem turística, com muitos restaurantes à beira rio. Pode-se pegar um passeio de barco pelo Rio Douro ou simplesmente caminhar admirando a arquitetura e o movimento. 

Palácio da Bolsa

Caminhamos até o Palácio da Bolsa, datado do Século 19, quando funcionava como mercado de ações. 
O prédio suntuoso foi construído com objetivo de impressionar potenciais investidores europeus. 

Seu interior elegante imita materiais nobres, mas na verdade é tudo feito com gesso e pinturas.

Estação São Bento

Seguimos caminhando pelas ruas de paralelepípedos, passando pelos prédios antigos, com comércios e restaurantes, até chegar à Estação São Bento. 
Estação São Bento
Considerada uma das estações de trem mais belas do mundo, a Estação São Bento tem uma arquitetura inspirada na Paris do Século 19. 

Mas o destaque fica por conta do grande painel de azulejos que cobre paredes internas da estação. 

Restaurante Voltaria - comida portuguesa

Por fim, jantamos bem perto dali, no restaurante Voltaria. Um restaurante pequenino, que funciona em um corredor. 
Restaurante Voltaria
Serve comida portuguesa muito saborosa, com charme e bom preço. Optamos por pratos com bacalhau. Difícil é encontrar vaga. É recomendável fazer reserva.

Dia 2

No segundo dia no Porto, pegamos novamente o ônibus e fomos direto até a Estação São Bento. 

De lá passamos em frente a Igreja dos Congregados, com sua bonita fachada de azulejos e subimos a pé a rua em direção a Igreja dos Clérigos.
Igreja e Torre dos Clérigos

Igreja e Torre dos Clérigos

Um conjunto arquitetônico, que inclui o campanário, com 75 metros de altura e a igreja em estilo barroco, com interior rico, decorado em ouro, e  bonito órgão. Fica localizado no topo da Rua dos Clérigos.

Livraria Lello & Irmão

Localizada a pouco mais de 200 metros da Igreja dos Clérigos, a Livraria Lello & Irmão foi o próximo destino visitado.

Fundada desde 1906, em estilo neogótico, seu interior rico com o vitral do teto, a sua elegante escadaria vermelha, onde todos querem ser fotografados, e outros detalhes entalhados em madeira, fazem dela uma das livrarias mais bonitas do mundo. 
Detalhes da Livraria Lello & Irmão
A Lello & Irmão presta homenagem aos escritores  Eça de Queiróz e Miguel de Cervantes. Mas o que popularizou e deu mais fama a livraria foi o fato de ter inspirado a autora J.K.Rowling a criar detalhes de Hogwarts e outros cenário do filme Harry Potter

A entrada na livraria é paga, mas se você quiser comprar algum livro, o valor do ingresso será abatido do preço do produto. 

Igreja das Carmelitas / Igreja do Carmo

Saímos da Lello e caminhamos apenas 150 metros para admirar o esplendor da Igreja das Carmelitas e Igreja do Carmo, com seu grande painel externo em azulejos, representando cenas alusivas à fundação da Ordem Carmelita e ao Monte Carmelo.
Igreja do Carmo: bonito painel de azulejos na lateral
Construída na metade do Século 18, em estilo barroco/rococó, a Igreja do Carmo conta com interior riquíssimo, mais uma vez decorado com detalhes em ouro. 

Mercado Bom Sucesso

Se você tem disposição para uma caminhada, recomendo seguir por 1,7 quilômetros até o Mercado Bom Sucesso. Ou pode pegar um táxi ou transporte público até lá.

Você encontrará um espaço bem eclético, com refeições quentes variadas, os típicos salgadinhos portugueses, sopas, sanduíches, empadas, doces divinos, cafés, chás, etc. Um lugar que agrada a todos os paladares, bom para um descanso, com banheiros públicos. 
Mercado Bonsucesso: gastronomia diversa

Jardins do Palácio de Cristal

Do Mercado Bom Sucesso caminhamos quase um quilômetro para chegar aos Jardins do Palácio de Cristal, muito bem cuidados. 

Na época da visita dispunha de uma feira de livros. 

Seu interior abriga muitas aves como patos e pavões, que enfeitam os jardins e convivem tranquilamente com os visitantes.
Aves: convivência tranquila com os visitantes
Nos fundos do parque, há uma pequena capela e a vista para o rio Douro é espetacular. 

Outras atrações são os jardins setorizados, como o Jardim do Roseiral, Jardim dos Sentimentos, Torreão do Jardim do Palácio e o Museu Romântico da Quinta da Macieirinha.

Daqui pegamos o ônibus e retornamos ao hotel. 
Vista bonita nos fundos dos Jardins do Palácio de Cristal

Dia 3

Cais do Porto de Nova Gaia

No terceiro dia na cidade pegamos o ônibus, desta vez, com destino ao Cais do Porto de Nova Gaia. Onde fica o teleférico, as Caves de Vinho do Porto e muitos restaurantes interessados em atrair turistas. 

Do Cais do Porto de Nova Gaia saem cruzeiros pelo rio e passeios de barco, levando turistas até a Foz Douro. 
Cais do Porto de Nova Gaia: teleférico, passeios de barco e cruzeiros
Uma feirinha de artesanatos e souvenires, na beira do cais, vende artigos bem típicos de Portugal, como as peças em cortiça. 

Visitamos a Cave Porto Cruz, mas não fizemos degustação, pois era de manhã e tínhamos acabado de tomar café.  

Atravessamos a pé, pela parte de baixo da Ponte Luiz I, de Nova Gaia para o Porto, para pegar um ônibus com destino a Trindade (parte alta da cidade).  
Caves e feirinha no Cais do Porto de Nova Gaia

Mercado do Bolhão

Nosso destino era visitar o Mercado do Bolhão, um prédio em estilo neoclássico, com dois andares e comércio de comidas variado. Mas encontramos o mercado fechado e em obras. 

Tivemos que nos consolar com um lanche rápido na Confeitaria do Bolhão
Confeitaria do Bolhão

Majestic Café

Descemos pela Rua Santa Catarina para uma passada no Majestic Café.

Inaugurado em Dezembro de 1921, o Majestic foi palco dos debates filosóficos e políticos dos anos 20 e ponto de encontro da sociedade portuense, assim como de escritores e artistas da Bélle Époque.

Seu interior e fachada externa são bem decorados, em estilo Art Noveau.
Majestic Café e Rua Santa Catarina
Lamentamos não ter provado as famosas rabanadas com vinho do Porto do Majestic. 
Não imaginávamos que seria uma caminhada tão rápida desde a Confeitaria do Bolhão, onde já tínhamos feito um lanche. 

Seguindo pela Rua Santa Catarina, fomos apreciando o comércio movimentado até chegar a Igreja Sto. Ildefonso, onde paramos para admirar a fachada de azulejos portugueses. Em seguida passamos pelo elegante Teatro Nacional S. João e outros prédios elegantes até chegar a Sé do Porto.
\Prédios Elegantes. Entre eles a Igreja de Santo Ildefonso e o Teatro Nacional S. João

Sé do Porto

A Sé do Porto é um grande espaço onde está localizada a Catedral, construída em estilo românico, no Século 12. De lá para cá, ao longo dos séculos, sua fachada sofreu muitas alterações.

Na Catedral casou-se D. João I com D. Filipa de Lencastre, em 1387.
Sé do Porto
A Sé do Porto, um grande platô na parte alta da cidade, proporciona uma bonita vista do Rio Douro e arredores. 

Dali caminhamos até a parte superior da Ponte Luiz I, por onde passam pedestres e o trem. 

Descemos até o Cais da Ribeira e pegamos o ônibus de volta para o hotel. 
Parte superior da Ponte Luiz I e vista da cidade

Hospedagem com milhas no Porto

Ao pesquisar hotéis no Porto, observamos que Porto Gaia oferecia melhor custo benefício do que a hospedagem no centro histórico.

Porém, o bairro fica a aproximadamente vinte minutos de ônibus do centro histórico. 

Decidimos nos hospedar lá, pois curtimos estar em áreas mais residenciais, onde conhecemos melhor o cotidiano dos cidadãos. 

Principalmente ao descobrir que as milhas acumuladas em nossos programas American Advantage, da American Airlines, apesar de estarem longe de pagar um bilhete aéreo, eram suficientes para pagar três noites de hospedagem.
Park Hotel Porto Gaia: diárias adquiridas com milhagens
Nos hospedamos no Park Hotel Porto Gaia, um hotel básico, com café da manhã simples, mas que atendeu perfeitamente as nossas necessidades. Hotel com padrão semelhante ao ibis. 

Nas três noites que passamos lá, deixamos o carro estacionado e pegamos ônibus, que passa nas proximidades do hotel. 

Próximo ao Park Hotel Porto Gaia, o Supermercado Aldi é muito bom para compras de primeiras necessidades. 

Viagem de Carro de Lisboa ao Porto

As pesquisas indicaram que alugar um carro seria a forma mais prática de viajar desde Lisboa (local de chegada do voo proveniente de São Paulo, Brasil) até o Porto. 
Estradas tranquilas e paradas bem estruturadas.
Viajar de trem pela Europa é nossa preferência, mas em Portugal, alugar um carro facilitou o acesso aos destinos que queríamos visitar. 

O aluguel do carro na Europcar foi reservado previamente pela internet, por seis dias. 

Fizemos a retirada do veículo no aeroporto de Lisboa. 

Dirigir em Portugal é fácil e não exige carteira internacional para brasileiros. Apenas a carteira brasileira emitida pelo DETRAN. As estradas são boas e tranquilas, com muitos pedágios automáticos. Ao longo das rodovias há boas paradas que oferecem cafés, restaurantes e banheiros.
Primeira parada em Nazaré
Saímos de Lisboa pela manhã, com destino a Nazaré, distante 122 quilômetros. Viajamos pela A8. Entramos em Nazaré para dar um olhada na cidade. 

De lá dirigimos por 91 quilômetros, pela A17, até Figueira da Foz, onde pernoitamos. No dia seguinte, pegamos novamente a A17 e seguimos por 74 quilômetros até chegar em Aveiro, onde fizemos uma parada de aproximadamente duas horas.
Pernoite em Figueira da Foz
Finalmente, tomamos a A1-norte, dirigindo mais 74 quilômetros até chegar ao Porto. 

No Porto, deixamos o carro estacionado no hotel durante as três noites que lá estivemos. O carro não fez falta nenhuma, até porque o centro histórico do Porto tem ruas muito estreitas e não conta com lugares adequados para estacionar. 

No retorno seguimos com destino a Caldas da Rainha, cidade próxima a Óbidos. Mas no caminho, fizemos uma parada em Coimbra. Depois de duas noites em Caldas da Rainha, seguimos de volta para Lisboa. 
Parada em Aveiro para provar os famosos doces da cidade
Você tem alguma dica nova sobre a cidade do Porto? Alguma dúvida sobre os assuntos desta matéria? Deixe seu comentário abaixo e ajude outros viajantes e leitores!

Como em todo Portugal, aqui a moeda utilizada é o Euro.

Passamos um total de 11 noites em Portugal. Leia aqui o roteiro completo desta viagem de 43 dias pela Europa.

Para ler todas as matérias sobre Portugal, clique aqui.

Leia o livro Vivendo Bem com o que Você tem, de minha autoria, e aprenda como administrar as finanças, de modo que sobre uma parte de suas economias para você poder viajar.
Vivendo bem com o que Você tem não vai torná-lo um indivíduo rico, mas vai ajudá-lo a administrar suas finanças no dia a dia, controlando suas despesas nos momentos de bonança ou escassez.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!