quarta-feira, 6 de maio de 2020

Roteiro de trem pelo Canadá: 13 noites

Uma viagem feita entre os meses de maio e junho/2019

A obrigatoriedade do confinamento pela pandemia nos faz sentir muitas saudades e valorizar muito a possibilidade de cada viagem realizada. O que nos resta no momento é sonhar com os destinos, com a possibilidade de novas aventuras e retornos.
Hoje vamos explorar a possibilidade de viajar de trem pelas principais cidades da costa leste do Canadá, em uma viagem que durou 13 noites. 

Iniciamos a viagem pela cidade de Montreal, para onde voamos desde Paris. O idioma oficial de Montreal é o francês, por isso, a semana que passamos na França foi bem útil, para deixar os ouvidos mais confortáveis com o idioma. 
Montreal é a segunda maior cidade do Canadá, com aproximadamente 1.800.000 habitantes. Fica localizada no estado do Quebec e é a maior cidade bilíngue do mundo.
Estação de Montreal: trem no Canadá, uma boa alternativa de transporte
É uma cidade bonita e moderna, conjugada ao seu centro histórico elegante e bem preservado. 

Passamos três noites em Montreal, hospedados em uma casa de hóspedes de Airbnb, no distrito de Longueuil, que fica muito próximo ao centro da cidade e é bem servido de transporte público. A opção pelo Airbnb e em um bairro mais afastado foi devido aos altos preços de hospedagem no centro de Montreal. 

Para saber mais sobre os dias que passamos em Montreal, entre aqui.
Montreal: retalhos do centro histórico
De Montreal pegamos um trem na Gare Central com destino a cidade de Quebec, onde desembarcamos na Gare Du Palais, bem no centro da cidade. A viagem durou aproximadamente três horas e meia. Os trens canadenses não são tão rápidos como os europeus, mas de um modo geral a viagem é confortável. 

A cidade de Quebec, bem menor que Montreal, foi fundada em 1608 e sua população é estimada em 532.000 habitantes.
Aqui nos hospedamos em outra casinha de Airbnb, no bairro de Beauport, bem servido pelo ônibus linha verde, que corta grande parte da cidade.
Arredores da Notre Dame de Quebec
Visitamos inclusive, de ônibus, Montmorency Falls, um bonito parque com uma grande queda d'água. Entre aqui para saber mais detalhes sobre Montmorency Falls.

Ou clique aqui para saber todos os detalhes das três noites que passamos na cidade de Quebéc.
Montmorency Falls: bonita cachoeira e parque
De Quebec pegamos um trem para Ottawa, no estado de Ontário. A viagem de seis horas de trem foi tranquila e divertida. 

Chegamos na cidade pela parte da tarde e nos hospedamos do outro lado da ponte Alexandra, no Município de Gatineau, que fica no estado de Quebec. Isso mesmo! Nosso destino era Ottawa, mas por questões de uma boa promoção de um Best Western, nos hospedamos fora do estado. Mas muito bem localizado, pois em dez minutos de caminhada, chegávamos ao centro de Ottawa. 
Vista das Casas do Parlamento desde a ponte Alexandra
Valeu muito a pena colocar a capital do Canadá, Ottawa, em nosso roteiro! Foi a cidade que mais nos surpreendeu, com uma beleza fora do comum.

O idioma oficial de Ottawa é o inglês. 

Para saber detalhes sobre os dias que passamos na cidade, clique aqui.
Ottawa: Casas do Parlamento
Nosso próximo destino foi a cidade de Toronto, para onde novamente seguimos de trem em uma viagem de pouco mais de quatro horas, com desembarque no centro de Toronto, na Union Station. 

Passamos quatro noites hospedados em North York, um bairro localizado a aproximadamente meia hora do centro de Toronto. De lá pudemos visitar bastante da cidade. Veja aqui detalhes dos passeios que fizemos e das impressões que tivemos sobre Toronto. 

Ao fim desta viagem pegamos um voo desde Toronto, com destino a cidade de Miami, nos Estados Unidos
Toronto: muito que fazer pela cidade

Viagens de trem

Viajamos pela ViaRail Canadá, com passagens que compramos previamente pela internet. 

Antes de partir para esta viagem de 13 noites pelo Canadá, estávamos em dúvida se faríamos de carro ou de trem. Acabamos decidindo pela segunda opção e não nos arrependemos. 

Apesar de o Canadá ter uma geografia semelhante à dos Estados Unidos, com longos percursos e grandes espaços urbanos, onde o carro costuma ser muito útil, nos divertimos bastante, podendo relaxar totalmente durante as viagens de trem. Além disso, Montreal, Quebec, Ottawa e Toronto têm um sistema de transporte público urbano bem servido, o que nos facilitou a locomoção dentro das cidades.
Viagens de trem: conforto e diversão
Porém, esta viagem poderia ter sido feita também, facilmente, com um carro alugado. 

Canadá de um modo geral

Moeda: Dólar Canadense (CAD).

Mais uma vez comprovamos que o povo canadense é bastante gentil e que o Canadá é um país caro. 

Viajamos no fim da primavera e pudemos ver muitas tulipas pelas cidades que visitamos. O clima ainda estava bem frio, para nós que vivemos no Brasil, um país de clima tropical. 
Petit Champlain, em Quebec
Se você está pensando em fazer este roteiro pelo Canadá, não tenha dúvida: vale muito a pena. Programe-se e vá!

Tem alguma dúvida ou dica para compartilhar? Fique a vontade para nos deixar uma mensagem! Sua contribuição poderá ajudar muito outros viajantes!

Leia aqui sobre todos os destinos visitados no Canadá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!