sexta-feira, 25 de setembro de 2020

Cruzeiro de 7 noites - Ilhas Gregas, Croácia e Montenegro

Viagem em Outubro/2019

Por que a equipe do Viajando com Puny faz tantos cruzeiros de navios

Para esta pergunta há muitas respostas: 

O que nos motiva é a comida, o entretenimento, a praticidade de deslocamento sem ter que empacotar e desempacotar malas, o descanso relaxante entre as viagens aéreas e terrestres e, na maioria das vezes, o preço, que em muitas situações sai mais em conta do que se realizássemos o mesmo roteiro, fora de um navio. 

Em outubro de 2019, após vinte três dias viajando desde o Brasil, por vias aéreas e terrestres pela Europa, embarcamos no Rhapsody of the Seas, um navio de porte médio da Royal Caribbean

Exuberante paisagem do Golfo de Kotor
O roteiro de sete noites prometia desbravar mares desconhecidos como o Adriático, o Egeu e o Mar Jônico

Saímos do porto de Veneza, onde tivemos o prazer de rever cada canto da velha cidade e seus conhecidos canais. 

Assista abaixo o vídeo com bonitas imagens da histórica Veneza.

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Tivemos a oportunidade de experimentar o People Mover, um transporte sobre trilhos prático e moderno, que cumpre muito bem a função de transportar passageiros para dentro e para fora do porto.

ENTRE AQUI e leia a experiência em Veneza com detalhes, assim como sobre o funcionamento do People Mover

Relaxamento no convés, ancorados em Santorini
O navio zarpou às cinco horas da tarde de um sábado, navegando por águas bem tranquilas. Por mais que conheçamos os serviços da companhia, é sempre uma surpresa boa encontrar seus restaurantes com comidas variadas e saborosas disponíveis a qualquer hora, sem ter que desembolsar um centavo para se alimentar. Na Europa isto é uma oportunidade preciosa! 

Para conhecer um pouco da gastronomia oferecida no Rhapsody of the Seas, assista ao filme disponibilizado abaixo:

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

No Domingo pela manhã, após o café, fomos para o convés do navio observar a entrada na cidade de Dubrovnik, na Croácia. As montanhas ao redor, com casas bonitas e a ponte estaiada Franjo Tudman enfeitam as paisagens no entorno da cidade. 

Em Dubrovnik o navio atracou no porto, que oferecia ônibus para levar os turistas até a cidade murada, localizada a pouco mais de três quilômetros de distância. 

Atracados em Dubrovnik, Croácia

Para saber detalhes deste desembarque ENTRE AQUI

Assista ao vídeo do Viajando com Puny e tenha noção do que te espera neste desembarque.  

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Retornamos ao Rhapsody of the Seas a tempo de pegar um almoço tardio, descansar e nos arrumar para os espetáculos noturnos que o navio preparava para os seus hóspedes.

No dia seguinte, madrugamos. O navio, com previsão de chegada em Kotor, Montenegro, passaria pelo Golfo de Kotor que, segundo pesquisas prévias, assemelha-se a fiordes. 

Madrugada no convés
Encontramos o convés às escuras e repleto de passageiros que tiveram a mesma ideia que nós. E ali passamos aproximadamente uma hora admirando as montanhas rochosas salpicada de casinhas, igrejas e outros prédios seculares, enquanto o navio silenciosamente cortava as águas, a medida que o dia clareava.

Em Kotor o navio jogou as âncoras próximo à cidade. O desembarque ocorreu de forma organizada, utilizando-se dos barcos auxiliares que nos deixaram no pequeno porto, para nossa felicidade, bem em frente à cidade murada. 

ENTRE AQUI e leia detalhes da encantadora visita à Kotor, conhecida como a Cidade dos Gatos. 

Assista ao vídeo abaixo, uma produção do Viajando com Puny para o YouTube, para saber mais sobre o desembarque em Kotor

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".
O navio zarpou às cinco da tarde, desta vez com seu convés lotado. Todos os passageiros acordados e ávidos para ver a deliciosa paisagem do golfo. Nós lá estávamos novamente, despedindo-nos já com saudades de Kotor e seu esplêndido golfo.

Tão logo entramos no Mar Adriático, nos envolvemos com a magia noturna das festas e atrações que o Rhapsody tinha a oferecer.

Embalados pelas marolas acordamos preguiçosos na terça-feira, com um dia inteiro para desfrutar a brisa marítima e explorar a piscina e os deques ensolarados. Refeições sem hora marcada, descanso intercalado por passeios... Agenda cheia de programas. Dias de navegação são maravilhosos! Pena que passam rápido.

Assista abaixo uma rápida mostra da vida a bordo do Rhapsody of the Seas.

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

No dia seguinte navegamos através do Mar Egeu e bem cedo ancoramos na Caldera, região vulcânica em Santorini. Mais uma vez utilizamos os barcos auxiliares para chegar ao porto de Fira. Estávamos entre os primeiros a desembarcar, pois sabíamos das filas enormes para subir até a cidade utilizando o teleférico.

Santorini tem luz própria. Uma beleza ímpar. CONFIRA AQUI como é o desembarque nesta ilha grega. Assista também abaixo ao vídeo que mostra, em cores, aspectos da cidade.

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Em Fira, quisemos ir logo ao ponto de ônibus para seguirmos até a extremidade da ilha, onde fica a charmosa vila de Oía

Assista a produção do Viajando com Puny e saiba detalhes sobre o charme peculiar desta parte da ilha e como chegar lá. 

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Deu tudo certo nesta visita, com tempo suficiente para conhecer as partes mais importantes de Santorini

Seguimos mar adiante enquanto nos divertíamos com as atrações proporcionadas pelo Rhapsody of the Seas. A Royal Caribbean sabe como entreter seus hóspedes, com uma equipe simpática, bem disposta e feliz com o que faz. 

Já comentamos NESTA MATÉRIA sobre as vantagens de ser um cliente fiel a determinadas companhias. 

Barcos auxiliares, quando o navio ancora

No caso da Royal Caribbean, desde 2006 navegamos quase que exclusivamente com eles. Como recompensa a companhia nos brinda com um atendimento exclusivo, vantagens do programa Crown & Anchor, que reconhece seus hóspedes pela sua fidelidade. O status que nos encontramos (Diamond) premia seus hóspedes com mimos valiosos como internet gratuita, fotos de viagem, acesso ao lounge VIP e vouchers de bebidas em horários determinados, convites para festas privadas, entre outras vantagens. 

Na quinta-feira atracamos em Katakolon, ilha grega que desconhecíamos até ouvir falar deste roteiro de navio. 

Atracados no porto de Katakolon

Desembarcamos interessados em ir até Olímpia, onde começaram os Jogos Olímpicos da Antiguidade

Através de informações importantes descobrimos a existência de um trem que leva passageiros de forma prática e rápida, de Katakolon até Olímpia. LEIA AQUI matéria contando detalhes deste transporte e um pouco mais sobre a cidade de Olímpia

Assista também aos vídeos abaixo com imagens e detalhes da cidade de Katakolon e com informações valiosas como o transporte e o que fazer em Olímpia.

Desembarque em Katakolon, Grécia

Trem de Katakolon à Olímpia
Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

No dia seguinte ao desembarque em Katakolon e visita à Olímpia, tivemos mais um dia relaxante de navegação. 

Já com pena arrumamos as malas para no Sábado desembarcar novamente no porto de Veneza, de onde seguiríamos para Florença

Escrevo esta matéria em tempos de pandemia e confinamento. Sonhando com dias ensolarados, brisas marítimas e novidades no ar. Quando voltaremos a navegar com segurança?

Leia aqui o roteiro completo desta viagem de 43 dias pela Europa.

Deixe abaixo seu comentário ou dúvidas que poderão ajudar outros leitores!

Leia o livro Vivendo Bem com o que Você tem, de minha autoria, e aprenda como administrar as finanças, de modo que sobre uma parte de suas economias para você poder viajar.
Vivendo bem com o que Você tem não vai torná-lo um indivíduo rico, mas vai ajudá-lo a administrar suas finanças no dia a dia, controlando suas despesas nos momentos de bonança ou escassez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!