quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Comprando chip para telefone e visitando a cidade de Siena, na Itália

Viagem em Outubro/2019
Piazza Del Campo com Pallazo Pubblico e Torre Del Mangia
Não estávamos certos de ir até Siena. Tantos lugares para conhecer na Toscana, tantas viagens feitas,... Acontece que tínhamos que comprar um chip para o celular e Siena era o lugar mais próximo de San Gimignano, cidade onde estávamos hospedados. Juntamos a fome com a vontade de comer e partimos para lá. Sem nenhum roteiro prévio, sem ter pesquisado a história do lugar. Mas aprendemos na marra e não nos arrependemos da visita à cidade. 

Primeiro fomos a loja da Vodafone e, resolvidas as burocracias da aquisição do chip (na Itália exigem apresentação do passaporte), demos um pulo no supermercado para comprar água, guloseimas para uma festinha noturna no hotel e outras necessidades. 

De San Gimignano à Siena de carro
Em seguida dirigimos pela Strada Dei Tufi, rumo à Cidade Murada, nosso foco turístico.  

A cidade de Siena

Siena fica localizada na região mais central da Toscana e tem aproximadamente 54.000 habitantes. De acordo com a mitologia romana, foi fundada por Aschius e Sénius, filhos de Remo. Por isso você encontrará pela cidade algumas estátuas da loba que, segundo a lenda, amamentou os irmãos Rômulo e Remo

Detalhes da cidade e estacionamento em frente a Porta Tufi
Estacionamento

Chegamos até a Porta Tufi, uma das entradas da Cidade Murada, e deixamos o carrinho alugado na primeira vaga que encontramos nas proximidades. Como em grande parte das cidades muradas, carros lá têm a entrada vetada na zona histórica, a menos que você tenha uma autorização especial. 

Há máquinas de cobrança pelo estacionamento na rua. Quebramos cabeça para entender o funcionamento da mesma. Cada lugar tem procedimentos diferentes. Finalmente, vitoriosos, extraímos nosso tíquete, garantindo o pagamento do pequeno espaço ocupado pelo Fiat 500

Parada técnica para toalete e almoço antes de se perder pelas ruas de Siena
O que fazer em Siena

Não vamos detalhar todas as atrações turísticas, já que fizemos uma visita rápida. Destacamos aqui a possibilidade de, mesmo com pouco tempo, poder absorver muito das maravilhas da cidade. 

Atravessamos a imponente Porta Tufi, com suas torres sobre o paredão de pedra e adentramos a Cidade Murada, Patrimônio Mundial da UNESCO. Seguimos pela rua principal que, a medida que se estreitava, revelava prédios mais antigos e belos. Alguns seculares, outros até milenares.  Passamos por alguns campus da Universitá de Siena, fundada em 1240. Uma das universidades mais antigas da Itália.

Como se aproximava a hora do almoço, buscamos um lugar para usar o toalete e fazer uma refeição. Depois de checar as avaliações no Trip Advisor, encontramos um café simples e pequeno, mas bem classificado pelos estudantes universitários das redondezas. Não nos arrependemos, já que almoçamos uma boa massa e salada, pagando um preço justo. 

Duomo di Siena uma joia entre prédios austeros. Loba e os gêmeos, no detalhe
Refeitos, seguimos por ruas estreitas, com pisos de pedra, entre prédios altos, medievais, de aparência austera, rumo a Duomo di Siena.

Catedral de Siena ou Duomo di Siena

Chegamos à Duomo di Siena e encontramos uma joia! Projetada e construída entre 1215 e 1263, a catedral emerge em meio aos prédios escuros, com sua fachada exterior em mármore preto e branco. São as cores simbólicas de Siena, derivadas dos lendários cavalos dos irmãos fundadores da cidade, Sénius e Aschius

Fizemos uma breve parada para admirar detalhes ricos do prédio. Ao seu lado,  sobre uma coluna alta, a loba no ar amamenta os  gêmeos Rômulo e Remo

A entrada na Duomo é paga - 8 Euros na época da visita. Se você não quiser perder tempo em fila, compre o ingresso antecipadamente pela internet. Não entramos e seguimos direto para a Piazza del Campo.

Flâmulas com menção ao Palio di Siena e a típica pintura em louça
Piazza del Campo

Caminhamos por ruas pitorescas, passando por alguns restaurantes e pizzarias, entre variados detalhes arquitetônicos e muitas lojinhas vendendo as louças pintadas à mão, típicas da região.

Chegamos finalmente a grandiosa Piazza del Campo, naturalmente a principal praça de Siena. Seu formato em D imita um anfiteatro, com uma pequena inclinação onde, na parte baixa, fica o Palazzo Pubblico e a Torre del Mangia, medindo 102 metros de altura. 

Na parte superior da praça fica a Fonte Gaia, mais um lugar onde os turistas podem jogar suas moedas. Brincadeiras a parte, é uma fonte bem bonita, construída em 1342, trazendo água potável para a população de Siena. Aqui várias imagens sacras e mitológicas dividem espaço com ninguém menos que a loba, que deitada em uma ponta da fonte, parece feliz, com a boca aberta, de onde  jorra um jato de água.

Figura da loba que alimentou os gêmeos, em destaque na fonte Gaia
A Piazza del Campo é famosa por sediar a principal festa da cidade, uma corrida de cavalos chamada Palio de Siena.  O evento acontece duas vezes por ano, em 2 de julho e 16 de agosto.

Dali retornamos percorrendo caminhos semelhantes, cheios de graça, até a Porta Tufi, onde deixamos estacionado o carro.

Pegamos novamente as estradas italiana, bem tranquilas para dirigir, e seguimos por quase 50 quilômetros para chegar a Fattoria Voltrona, hotel fazenda onde nos hospedamos. Foi uma visita de um dia muito proveitosa, quando valeu muito a pena conhecer a cidade de Siena.

Fizemos um vídeo da cidade onde você poderá ver alguns detalhes que conto aqui. O áudio não está muito bom, pois ainda estamos desenvolvendo certas habilidades técnicas. Mas ali, você poderá ver a água jorrando da boca da loba! Para mim, um dos pontos altos da cidade!

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".
Leia sobre outras cidades muradas: ÓbidosKotorDubrovnikSan Gimignano, Colle di Val d'Elsa e Monteriggioni

Você simpatiza com cidades muradas? Gosta do estilo toscano? Conte aqui as suas impressões sobre Siena. Receber sua visita virtual, neste espaço, é sempre uma alegria para a gente!

Moeda utilizada na Itália: Euro

Leia aqui o roteiro completo desta viagem de 43 dias pela Europa.

Leia aqui dicas sobre destinos visitados na Itália

Leia o livro Vivendo Bem com o que Você tem, de minha autoria, e aprenda como administrar as finanças, de modo que sobre uma parte de suas economias para você poder viajar.
Vivendo bem com o que Você tem não vai torná-lo um indivíduo rico, mas vai ajudá-lo a administrar suas finanças no dia a dia, controlando suas despesas nos momentos de bonança ou escassez.



2 comentários:

  1. MT interessante Siena
    Adoro estas cidades que ainda guardam tantas construções antigas
    Séculos de existência
    Não sabia que é a cidade da loba
    Conheço a lenda
    Deve ter sido emocionante conhecer Siena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Marina! A história, arquitetura, gastronomia em Siena, é tudo muito válido conhecer. Visita emocionante! Sim, tem um pouco da história da loba que alimentou os irmãos Rômulo e Remo, estes, fundadores de Roma. Obrigada mais uma vez pela sua visita e interesse nas matérias! Um abraço, Adriana

      Excluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!