quarta-feira, 7 de outubro de 2020

San Gimignano, cidade murada da Toscana, Itália

Viagem em Outubro/2019

Dando continuidade à viagem de 43 dias pela Europa, alugamos um carro em Florença e seguimos pelo interior da Toscana

Na tarde em que chegamos ao Fattoria Voltrona Hotel Fazenda, mal fizemos o check-in e deixamos as malas no quarto, saímos para almoçar. 

Dirigimos sete quilômetros e meio até a charmosa San Gimignano, cidade murada localizada na província de Siena e conhecida como a Cidade das Torres

Conhecida como Cidade das Torres, pelas suas torres construídas na Idade Média

Localizada no caminho entre o norte da Europa e o Vaticano, a partir do Século X tornou-se um importante ponto de parada para romeiros em peregrinação. O que levou prosperidade à cidade, estimulando afortunados locais a construírem torres cada vez mais altas, como demonstração de riqueza e poder. 

Foi registrado um total de 72 torres de até 50 metros de altura, o que rendeu à San Gimignano o título de Manhatan da Idade Média

Após a pandemia da peste negra, no Século XIV, a cidade entrou em decadência. Isso determinou a impossibilidade de intervenções arquitetônicas, o que nos permite admirar a cidade como era no passado.  Algumas torres foram destruídas e outras ruíram por falta de conservação. Hoje, oficialmente preservadas, restam apenas 14 das torres erguidas. 

O que fazer em San Gimignano

Percorremos a cidade a pé duas vezes, já que está localizada bem próxima ao hotel fazenda onde nos hospedamos.

Por isso tivemos chance de almoçar, jantar e tomar o delicioso gelato italiano da Gelateria Dondoli, consagrado em concurso o melhor sorvete do mundo, por anos consecutivos.

Não visitamos os museus, nem subimos na Torre Grossa. Depois de mais de 30 dias percorrendo a Europa, nosso desejo era apenas curtir e apreciar a essência da cidade, que tem muito a oferecer. 

Vinho, lua cheia e paisagem Toscana

Nas andanças pelo comércio local compramos algumas garrafas do famoso Vernaccia de San Gimignano e o vinho tinto de Montalcino. Degustamos nas  noites de lua cheia, admirando os campos pontuados por ciprestes, no Fattoria Voltrona

As lojinhas da cidade, voltadas para turistas, além de guloseimas como os doces, derivados lácteos, a Pasticceria do Armando e Marccela, destacam-se pela venda de louças pintadas à mão, uma arte típica da região. 

A maioria do comércio fica sob prédios medievais da rua San Giovanni, acessada pela Porta San Giovanni, entrada principal da cidade.

Via San Giovanni e comércio de guloseimas

Mas as edificações mais importantes ficam localizadas na Piazza Della Cisterna e Piazza Del Duomo

Piazza Della Cisterna

Ali fica a cisterna, construída em 1287, que servia para coletar água para a cidade. 

Além disso, as casas mais importantes como o Palazzo Razzi, Palazzo Tortoli, Casa Silvestrini e a sua frente a famosa Torre del Diavolo. Contam que após uma longa viagem, seu proprietário percebeu que a torre havia crescido em sua ausência. Quem poderia ter feito isso se não o diabo? 

Toda a arquitetura do lugar mantém as características do Século XIII e o conjunto arquitetônico é muito bonito. Achei esta Piazza mais simpática que a Del Duomo. 

Piazza Della Cisterna: Torre Del Diavolo e cisterna gradeada

Como em fontes e poços pelo mundo, aqui turistas também jogam moedas na cisterna. Fazem isso em troca de realizações de desejos ou para garantir seu retorno ao lugar. O povo não pode ver uma aguinha para querer jogar moeda. Mas ali, nem água aparente tinha!

Na Fontana de Trevi, em Roma, as moedas são recolhidas diariamente pelo Vaticano, somando um montante interessante que é repassado ao Grupo Cáritas, de ajuda humanitária. Em Florença, na Fontana del Porcellino, também colocam moedas na boca do bicho, que caem na aguinha da fonte. Ali observei pessoas menos favorecidas recolhendo o dinheiro. As durezas das desigualdades sociais.

Reparei que a cisterna de San Gimignano é coberta por uma grade com espaços largos o suficiente para a entrada de uma moeda, mas estreitos o bastante para impedir mãos gatunas. Não descobri o destino do dinheiro recolhido.

Piazza Del Duomo: com Palazzo Comunale e a Duomo

Piazza Del Duomo

Ao lado da Piazza de La Cisterna, a Piazza Del Duomo abriga a Torre Grossa, a mais alta da cidade. E ainda a Torre Rossa, as Torres Gêmeas, o Pallazzo Comunale (prefeitura), que dá acesso a subida da Torre Grossa, e a Duomo (a catedral). 

Duomo de San Gimignano 

Também conhecida como Igreja Colegiada de Santa Maria Asunta, começou a ser construída no ano 1000. Seu estilo é uma das melhores representações do românico toscano. Sua fachada atual é de 1200, tendo sofrido restauração após danos provocados pela Segunda Guerra Mundial.

Museus

Há alguns museus na cidade, entre eles o Museu de Arte Sacra (ao lado da Duomo), o Museu da Tortura, o Museu Cívico e a Pinacoteca (no interior do Pallazzo Comunale).

Outros detalhes bonitos da cidade

Vistas Panorâmicas

As vistas no entorno da cidade murada estão entre as melhores paisagens da Toscana. Recomendamos logo após a Porta de San Giovanni entrar à direita na Via Piandornella, para chegar a um terraço panorâmico com uma "stupenda vista". 

Há alguns restaurantes no caminho desta via. A maioria dos restaurantes da cidade tem varandas com vistas panorâmicas.  E não há nada melhor do que comida italiana, com vistas para a Toscana!

Comida italiana com vista panorâmica

Estacionamento

Como em algumas cidades muradas, carros devem ficar do lado de fora. Em San Gimignano há vários estacionamentos pagos, ao redor da cidade. Os gratuitos, ficam um pouco mais afastados. 

Ao entrar pegue o tíquete na cancela. No momento da saída insira o tíquete na máquina que calcula o tempo e valor a pagar. Aceita dinheiro ou cartão. Tudo muito bem organizado.

Há muito mais que visitar além do mencionado nesta matéria. Se você tem dicas sobre a cidade, deixe aqui e ajude outros leitores. Ou deixe seu comentário e impressões sobre esta matéria e a Toscana. É sempre uma alegria ter contato com você. 

Leia sobre outras cidades muradas: Óbidos, Kotor, Dubrovnik, Monteriggioni e Siena

Assista abaixo vídeo com mais imagens em San Gimignano.

Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Moeda utilizada na Itália: Euro

Leia aqui o roteiro completo desta viagem de 43 dias pela Europa.

Leia aqui dicas sobre destinos visitados na Itália


Leia o livro Vivendo Bem com o que Você tem, de minha autoria, e aprenda como administrar as finanças, de modo que sobre uma parte de suas economias para você poder viajar.
Vivendo bem com o que Você tem não vai torná-lo um indivíduo rico, mas vai ajudá-lo a administrar suas finanças no dia a dia, controlando suas despesas nos momentos de bonança ou escassez.

4 comentários:

  1. Adoro cidades com construções antigas
    Está então com suas maravilhas arquitetônicas medievais me encheu os olhos
    MT linda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As cidades muradas da Toscana são mesmo especiais! San Gimignano encanta mais ainda com suas torres! Linda mesmo. Obrigada pelo comentário, Marina!!

      Excluir
  2. Cara Adriana. Acabei de ver e ler os relatos sobre a viagem à Toscana. Sempre viajo junto. Continue mandando porque eu gosto muito e tenho divulgado para uns amigos que eu sei que gostam também de viajar, mesmo que virtualmente. Beijos. Josefina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Jô! Em tempos de pandemia, viajar virtualmente tem sido a melhor opção!! Agradeço seu incentivo, carinho e divulgação! Continuarei mandando novas matérias! Obrigada! Beijos! Adriana

      Excluir

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!