domingo, 28 de junho de 2020

Um dia em Óbidos , Portugal

Viagem em Setembro/2019

A Óbidos turística é uma cidadezinha medieval murada muito bem preservada e fácil de percorrer a pé. 
A história do lugar é tão bonita quanto a cidade. Desde o século 13 até o século 19, foi dada como dote às diversas rainhas de Portugal.
 
Inclua Óbidos nos seu roteiro de Lisboa ao Porto. Leia aqui sobre a viagem completa de 43 dias pela Europa.

Visitamos a vila em uma manhã e retornamos para Caldas da Rainha, onde estávamos hospedados. O período que estivemos em Óbidos deu para conhecer muitas atrações e passear pela cidade.
Dentro da parte murada não são permitidos veículos, por isso deixamos o carro em um estacionamento pago próximo a Porta da Senhora da Graça, entrada da cidade.
Porta da Senhora da Graça em reformas. Carros estacionam fora da cidade murada.

Porta da Senhora da Graça

Ao cruzar a Porta da Senhora da Graça, você será surpreendido com suas paredes cobertas de azulejos portugueses pintados. 

No dia da nossa visita lamentamos a área estar em reforma. Por isso, não conseguimos ver bem a arte. Para quem deseja saber mais sobre as pinturas, pode visitar o Museu da Igreja de Santa Maria.

Cruzamos a porta de entrada e seguimos pela Rua Direita (que na verdade é a rua da esquerda). 
Rua Direita: bougainvillias e comércio variado
É uma ruazinha estreita e movimentada, com farto comércio de suvenires portugueses, como o típico artesanato em cortiça, miniaturas de soldadinhos medievais e outras tantas lojinhas mimosas, com acessórios e artigos de moda e decoração. 

O ponto alto da rua são os muros cobertos por bougainvillias cor-de-rosa. Enfeitam e são um cartão postal desta vila tão delicada e com tanto charme entre suas ruelas, escadas e esconderijos.

Aqui também você poderá provar a Ginjinha de Óbidos. Um licor muito português feito de ginja, que é uma frutinha vermelha, semelhante à cereja.
Soldadinhos medievais e a ginjinha de Óbidos, em meio ao charme

Igreja de São Pedro

Fizemos um pequeno desvio para visitar a Igreja de São Pedro. Ali está sepultada Josefa de Óbidos (1634-1684). Uma pintora de destaque do século 17, uma mulher célebre na sua época. 

Nascida em Sevilha, filha de pais portugueses, Josefa retornou ainda criança para Óbidos. Ali foi criada e educada, tendo já na infância demonstrado suas aptidões artísticas. 

É dela a arte da pintura dos azulejos da Porta da Senhora da Graça. Muitas igrejas portuguesas também tiveram seus azulejos pintados por Josefa de Óbidos
Largo de São Pedro: igreja onde está sepultada Josefa de Óbidos
Reproduziu cenas da Família Real Portuguesa, com destaque para o retrato da rainha D. Maria Francisca, esposa de D. Pedro II, assim como da sua filha a princesa D. Isabel. 

Dizem que viajantes com destino à Caldas da Rainha (para tratamento terapêutico nas águas termais) costumavam alterar sua rota, fazendo uma parada em Óbidos, para cumprimentar a ilustre artista. 

Seguindo pela Rua Direita, mais adiante paramos para visitar a Igreja de Santa Maria.
Rua Direita leva a todas as atrações

Igreja de Santa Maria

É a Igreja Matriz de Óbidos  onde casou-se em 15 de agosto de 1441 o infante D. Afonso, aos dez anos, com sua prima D. Isabel,  com oito anos de idade. 

Embora não seja certo, a igreja pode ter surgido ainda no período visigótico na península ibérica (418 a 711), mas os registros oficiais informam que foi estabelecida por D. Afonso Henriques, após a conquista da Vila de Óbidos, em 1148.

No seu interior você poderá contemplar pinturas de Josefa de Óbidos.
Praça e igreja de Santa Maria e interior decorado com azulejos pintados por Josefa de Óbidos
Em frente a igreja fica a Praça de Santa Maria com o pelourinho, onde eram castigados os criminosos e delinquentes na Idade Média.

Aqui, ele é decorado com uma rede de pesca, uma homenagem de D. Leonor aos pescadores que recolheram numa rede o corpo do seu filho, falecido em uma queda de cavalo à margem do Rio Tejo.
   
Ainda pela Rua Direita, adiante encontramos uma igreja que transformou-se em livraria. Uma ideia incrível! 
Igreja transformou-se em livraria
Neste ponto é a área onde está o majestoso Castelo de Óbidos, considerado uma das Sete Maravilhas de Portugal

Atualmente o castelo transformou-se em um hotel e restaurante. Provavelmente um lugar onde você pode se hospedar e comer como um rei. 

É possível subir nas Muralhas da Cidade, com aproximadamente dois quilômetros de extensão, de onde você tem uma vista espetacular da região. 
Fotos do castelo (hotel e restaurante) e a vista das muralhas de Óbidos

Visitar Óbidos foi uma experiência muito enriquecedora!

Vai para Portugal? Conheça outras regiões do país clicando aqui.

Quer saber mais sobre Lisboa? Entre aqui.

Assista o vídeo acima para dar uma volta virtual por Óbidos. 
Caso não consiga abrir o vídeo pelo mobile, vá ao fim desta página e acesse a matéria no modo "visualizar versão para web".

Como em toda Portugal, aqui a moeda utilizada é o Euro.

Passamos um total de 11 noites em Portugal. Leia aqui o roteiro completo desta viagem de 43 dias pela Europa.

Leia o livro Vivendo Bem com o que Você tem, de minha autoria, e aprenda como administrar as finanças, de modo que sobre uma parte de suas economias para você poder viajar.
Vivendo bem com o que Você tem não vai torná-lo um indivíduo rico, mas vai ajudá-lo a administrar suas finanças no dia a dia, controlando suas despesas nos momentos de bonança ou escassez.

Deixe abaixo seu comentário ou dúvidas que poderão ajudar outros leitores!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou desta matéria? Compartilhe aqui sua experiência com outros leitores!